segunda-feira, 30 de agosto de 2010

O Que William Branham Pensava Sobre a Doutrina Católica de “Filho Eterno” ou “Filiação Eterna”


-----------------------------------------------------------------
O Que William Branham Pensava Sobre a Doutrina Católica de “Filho Eterno” ou “Filiação Eterna”

Pesquisa e tradução

Diógenes Dornelles


Estas citações foram extraídas dos sermões do irmão William Marrion Branham:

Hebreus, Capítulo Cinco e Seis - 1ª Parte (8/09/1957; § 64)
Deus não tinha três pessoas ali em cima e Ele enviou uma delas, Seu Filho; foi Deus, Ele Mesmo, veio na forma de um Filho. Um filho tem um princípio, e o Filho teve um princípio. Como algumas de vocês queridas pessoas católicas, eu tenho o seu livro, “Fatos da Nossa Fé”, que diz, “A filiação eterna de Deus...”. Como você expressará essa palavra? Como você fará com que ela tenha sentido? Como pode ser eterno? Agora, isso não é a Bíblia, isto é o seu Livro. “Filiação eterna”, eles não... Essa palavra não está certa, pois qualquer coisa que é um filho teve um princípio, e eterno não tem princípio. Então isto não é uma filiação eterna. Cristo se tornou carne e habitou entre nós, Ele teve um princípio. Não foi nenhuma filiação eterna; é a Divindade eterna, não a filiação. Agora, Ele veio para nos redimir, e Ele nos redimiu.

Atitude e Quem é Deus? (15/08/1950; § 15)
E ali, naquele grande espaço onde ninguém pode medir em sua mente além disso, aquele espaço, eternidade. Esse é Jeová Deus. E fomos ensinados no princípio que o Logos, ou o Filho de Deus saiu de Deus. Agora, eu não creio em filiação eterna. É até mesmo radical mencionar tal coisa, “filiação eterna”. Como que... Ele teve uma filiação eterna...?... maneira, é até mesmo filiação eterna, como poderia Ele ser um Filho? Ele teve que ter um começo. Vê?

Divindade Explicada (19/01/1961, § 27)
É exatamente como o católico diz: “Filiação eterna”, a Filiação eterna de Cristo. Como pode a Palavra fazer sentido? Como pode Ele ser eterno e ser um filho? Filho, que nasceu de algo. Eterno não tinha princípio nem fim. Se... eles dizem que existe um inferno eterno, e a Bíblia diz que o inferno foi criado. Então como pode ser eterno? Não existe inferno eterno; o inferno foi criado para o diabo e seus anjos; não um inferno eterno. Tudo que começa, termina. O inferno pode queimar por cem bilhões de anos, mas ele tem que ter um fim, porque tudo que começa, termina. Essa é a razão que nós não podemos morrer, porque somos parte de Deus; das Suas primícias, filhos e filhas. Nós temos a vida eterna; a vida de Deus. Ela nunca começou, nunca acabará. Vê?

Apocalipse Capítulo Um (4/12/1960, §§ 226-227)
Quero lhes perguntar, alguns de vocês, preciosas pessoas católicas, que chamam isso: “a eterna filiação de Deus. Deus, eterna filiação de Jesus Cristo com Deus”. Como podem dizer tal palavra? Eu sou iletrado, com instrução de terceiro ano, porém eu sei melhor do que isso. A palavra “Filho” tem que ter um começo. Assim, como Ele pode ser eterno e ser um Filho? Eternidade não tem princípio nem fim. Então Ele não pode ser um filho, um filho eterno, e então ter um princípio, porque não há tal coisa como um filho eterno. Um filho teve um princípio, assim Ele não pode ser eterno. Veja, Ele é o Deus eterno, não o filho eterno. Glória! O Deus Todo-Poderoso, Jeová-Jiré, Jeová-Rafá, manifestado em carne: “Nele habitou a plenitude da Divindade corporalmente”.

Mostra-nos o Pai Que Será o Suficiente (10/06/1953, §§ 61- 62)
(...) a Bíblia diz que Deus estava em Cristo reconciliando o mundo Consigo mesmo. Isso é exatamente o que foi. Bem lá atrás, no começo... Vamos dar um pequeno passeio para ver Quem Ele era, e você pode descobrir se Deus estava em Seu Filho ou não. Vamos fechar nossos olhos como isto foi, e dar um passeio a cem milhões de anos antes que houvesse sequer uma estrela no céu; lá estava Deus. Deus estava lá então. E agora ao olhar lá no princípio eu vejo aquele grande espaço adiante. E então o Logos saiu de Deus, que era o – o Cristo, a unção que saiu. E agora ninguém... Estamos de pé sobre um corrimão observando a criação vir à existência, e ver se Ele estava em Seu Filho agora. E aí Ele aparece. Nada havia. E então aqui vem o Logos. Isso parecia como um halo suspenso adiante. Ninguém tem visto a Deus em qualquer tempo agora, olho no olho. E aqui está o Logos. Parece-se como um Ser sobrenatural. É um Halo. Esse é o Filho de Deus. Não a “Filiação eterna”, porque as palavras não andam bem juntas. Essa é a doutrina católica, mas... Eterno, como poderia ser um Filho e ser eterno? Se Ele é um Filho, Ele teria que ter um princípio de tempo. Eterno é para sempre. Vê? Assim “Filiação eterna”, não há de tal modo uma palavra para tornar isso lógico. Mas foi o Logos que saiu de Deus. E lá estava Ele brincando lá fora no espaço como uma criança perante a porta. Eu posso vê-Lo desenhar um quadro inteiro em Sua mente do Reino e o que ele pode ser.

É Este o Sinal do Fim, Senhor? (30/12/1962, §§ 249-251)
(...) “Filiação eterna”, tal como o dizem. Como pode Ele ser um Filho eterno, quando a eternidade nunca começou e nunca termina? E um filho é algo que é gerado. Como pode isto ter sentido? Como pode haver um inferno eterno, quando o inferno foi criado? Creio num inferno ardente. Certamente. A Bíblia assim o diz, mas isto é para destruir. A Bíblia diz: “Bem-aventurado o que não toma parte na segunda morte.” Vê? Veja, você não será destruído pela segunda morte. A primeira é física. A segunda é uma morte espiritual quando tudo está terminado. A alma que pecar, essa morrerá. Você será castigado por seus pecados, talvez por centenas de anos – milhares de anos, porém não pode haver um inferno eterno, porque a Bíblia disse que o inferno foi criado. Como pode ser criado e ser eterno? Se alguma vez houve... A Bíblia diz que o inferno foi criado para o diabo e seus anjos. Então, se ele foi criado não pode ser eterno; porque eterno... qualquer coisa eterna nunca teve um princípio ou teve um fim. Assim é como nunca poderemos morrer, porque nós sempre fomos. Somos parte de Deus, as primícias de Deus. E Ele é a única coisa eterna que há. Amém. Você não pode morrer assim como Deus não pode morrer, porque você é eterno com Ele.

Sedento Pela Vida (30/06/1957, §§ 12-13)
O Logos que saiu de Deus quando... Sem desconsiderar o povo católico agora. Mas a igreja católica, eu... Meu fundamento, minha família é católica. E eu tenho o – o povo católico aqui, o livro chamado “Fatos da Nossa Fé”. E eles usam a palavra da “filiação eterna de Deus”. A palavra nem mesmo faz sentido para mim. A palavra “eterno” quer dizer “eternidade, que não teve começo ou que não tem fim”. E “filho” quer dizer que “teve um começo”. Então como poderia... poderia ser uma Divinidade eterna, mas nunca uma filiação eterna. Um filho é alguém que é gerado de algo. Então teve um princípio. Assim... E o Logos, que foi o Filho de Deus saiu, criado por estas grandes fontes de pureza, Deus, quando aqueles Espíritos saíram, e isso criou o Logos. E era um corpo. Estava na forma do que nós estamos agora, que é chamado na maneira clerical de falar, uma teofania. É um corpo que não possui um espírito nele. É um corpo que está aguardando por vocês cristãos. Tão logo a vida sai deste, você entra naquele corpo. Quando este tabernáculo terreno se desfizer, nós já temos um esperando, uma teofania. Agora, quando Deus estava na teofania, que era Cristo na formação, então essa teofania se tornou carne e habitou entre nós. Então isso foi para redimir.

Perguntas e Respostas Sobre Hebreus Parte 2 (2/10/1957, § 82-83)
Ou, como tenho passado por isto, os católicos chamam Isto: “a eterna filiação de Deus.”... Como eu disse antes, a palavra nem mesmo faz sentido. Veja, não pode haver um filho eterno, porque um filho tem que ter um princípio. E então Jesus teve um princípio; Deus não teve nenhum princípio. Vêem? Mas o Filho era o... Não uma filiação eterna, mas o Filho que estava com o Pai no princípio era o Logos que saiu de Deus. E foi a Teofania de Deus que saiu. A forma humana que não tinha olhos como você vê; uma visão melhor. Não tinha ouvidos como você ouve, mas uma audição bem além. Vê? Isso era uma Teofania, até que todo este arco-íris condescendeu a uma – uma Teofania. Moisés O viu quando passou através da rocha assim. Ele viu parte das costas, disse: “Se parecia com um homem.”

Chamando Jesus à Cena (4/08/1963, § 21)
E quando vocês católicos dizem “filiação Eterna”, onde vocês conseguiram tal palavra? Ela não faz sentido para mim. Como pode Ele ser eterno e ser um Filho? Um filho é algo que é gerado de algo. Como pode ser eterno? Eterno nunca começou; nunca termina, então como pode ser “filiação eterna”? Oh, que coisa. Se estas denominações não tem imaginado coisas, eu não sei o que elas tem. Não se admira as pessoas não poderem ter fé; elas não sabem o que tem na fé. Isso mesmo. O que nós precisamos é de uma boa volta à Bíblia à moda antiga. Isso mesmo. Exatamente correto. Isso mesmo.

A Era da Igreja de Sardes (9/12/1960, § 59)
Diga-me: Pai é um nome? Quantos pais tem aqui? Levante sua mão. Qual de vocês é chamado Pai? Filhos? E humanos, que – isto é o que é. Não... Seu Nome não é Espírito Santo, isso é o que Isto é. Ele é o Espírito Santo. O Nome... O Espírito Santo não é um nome. O Espírito Santo é um título; Pai, Filho e Espírito Santo. Então veja aí, é simplesmente tão sem fundamento quanto a “filiação eterna”. Não há tal coisa como filiação eterna. Um filho é nascido de algo; eterno nunca nasceu.

O Sinal de Sua Vinda (7/04/1962, § 54)
Ele foi – Ele não é pólen de Maria. Isso choca sua idéia católica um milhão de milhas. Nada tinha a ver com Maria; Maria foi apenas uma incubadora. Isso é tudo. Ele nunca sequer a chamou “mãe”. Mostre-me uma vez que Ele a chamou “mãe”. Ele disse: “mulher”. Amém. Isso é tudo que ela foi, uma mulher que Deus usou (Isso mesmo), não deusa. “Mãe de Deus”, que coisa tola. Mãe de Deus? Quem pode dar – fazer Deus ter uma mãe? Então quem foi a mãe da mãe de Deus? Oh, que coisa. Fale sobre “filiação eterna”. Filho tem um começo. Eterno não pode começar, não pode iniciar. E aí... sempre tem sido. Como pode ser um filho eterno? Oh, que coisa. Como você... Sou um iletrado, e sei melhor do que isso. Seguro. Ele foi a expressa imagem de Deus, porque Ele era os pensamentos de Deus expressados pela Sua Palavra. Deus disse: “Haja”, e assim foi. Ele fez sombra sobre Maria. Ela O amamentou, é verdade. Certamente. Você está fazendo a mesma coisa esta noite, quando você O alimenta com o seu louvor e glória (Isso mesmo), conversa com Deus.

A Ele Ouvi (25/01/57; § 21)
(...) Agora, no Antigo Testamento quando uma criança nascia e essa é uma boa medicina para vocês pentecostais. Observe, quando uma criança nascia automaticamente ele se tornava um filho porque ele nasceu. Um filho é “gerado de algo”. Isso é onde você povo católico...?... sobre “filiação eterna”. Como você pode explicar essa palavra? Como pode Ele ser eterno e ainda assim ser um filho? Um filho tem um começo. Tudo bem.

A Palavra Que Se Tornou Carne – Viagem à Índia (3/10/1954, §§ 71-72)
(...) “No princípio...” antes que houvesse um mundo, antes que houvesse uma estrela, antes que houvesse um sol, lua, qualquer outra coisa, antes que houvesse qualquer criação, isto é “No princípio”. Está certo? Agora, até onde podemos ir, é de volta ao princípio. E “No princípio, Deus era... No princípio era a Palavra, e a Palavra era Deus, e a Palavra estava com Deus. E a Palavra se fez carne e habitou entre nós”. Então, a Palavra era Jesus Cristo. Está certo? Então Quem estava... “No princípio era Jesus Cristo”. Então em nossos pensamentos católicos de “filiação eterna”, não poderia haver. Porque se Ele era o Filho de Deus, Ele teve que ter um princípio de tempo. Ele teve que ser “nascido de” para ser um Filho (Isso está certo?), se Ele era o Filho de Deus.

Mostra-Nos o Pai (7/09/1957; § 96)
Agora, meus pais e meus dois – antes eu era católico. Mas irmão, veja que não há muito de católico deixado em mim como os seres triunos. Isso mesmo. Sim, senhor. Eles acreditavam na “filiação eterna”, ou de que existe três seres individuais de fato: Deus o Pai, um homem velho com uma longa barba branca; Deus, o Filho, um homem de meia idade; e o Espírito Santo era como um garoto mascote. Não existem tais coisas. Há somente um Deus. E eu discordo com a organização pentecostal que chama a Unicidade como o seu dedo é um. Isso está errado. Absolutamente, está errado. Deus... Jesus não poderia ter sido o Seu próprio Pai, e se Deus é um Homem, então Jesus nasceu do desejo sexual e não do nascimento virginal. Isso estabelece a coisa toda. Vê? Se Ele é um como o seu dedo é um, então o que? Então Ele era o Seu próprio pai. Como que Ele poderia ter sido? Isso está errado. Ele tinha um Pai, Jesus teve.

Sabedoria Contra Fé (1/04/1962, § 38)
E aqui está um pequeno pensamento para você: tudo que teve um começo tem um fim; mas estas são as coisas que não tiverem um começo, que não tem fim, as únicas coisas que são eternas. Portanto, eu gostaria de fazer a pergunta: como poderíamos sequer dar sentido para a palavra “filiação eterna” de Deus? Se Ele era um filho, Ele teve um começo. Se Ele era o “Filho eterno”, como poderia ser um filho e ser eterno? Porque filho é – é um produto de algo Mas se Ele era um... Ele era – não poderia ser um “Filho eterno”. Não há tal coisa: “Filho eterno” de Deus. Porque se Ele – se Ele nunca teve um princípio, então Ele não pode ser nada a não ser eterno. Mas se Ele era um Filho, Ele teve um princípio; então Ele não pode ser um “Filho eterno”. Era o Deus Eterno manifestado em um Filho (Uh-huh! Vê?) – o Deus Eterno, porque Deus é a única coisa que é eterna.

Cristo Revelado Em Sua Própria Palavra (22/08/1965, §§ 53-54)
Agora, Ele não é... O corpo é parte de Deus, de uma tal forma que é um Filho. Um Filho... Como o católico diz, “Filho eterno” (e todo o restante das igrejas), a palavra nem mesmo faz sentido. Vê? Ali não pode ser eterno e então ser um filho, porque um filho é algo que foi gerado de algo. E a palavra “eterno”... Ele não pode ser um... Ele pode ser um Filho, porém Ele não pode ser um Filho eterno. Não Senhor! Ele não pode ser um Filho Eterno. Agora, mas Ele é o Filho, de tal maneira que toda a Palavra que estava em Jeremias, em Moisés... E todas aquelas palavras, como Ele disse, “Elas falam de Mim”. Toda aquela verdadeira revelação da Palavra estava envolvida em um corpo humano, e Deus colocou carne ao Seu redor. Esta é a razão pela qual Ele foi chamado de “Filho”, a razão pela qual Ele se refere a “Pai”. Ora, isto é tão simples, se você simplesmente deixa que Deus coloque isto dentro de sua mente. Vê? Deus revelado em um corpo de carne (Observe) – revelado da carne – ou da Palavra para carne. Isto é São João 1:14: “E a Palavra se fez carne e habitou entre nós”.

E-mail: diogenes.dornelles@yahoo.com.br
MSN: diogenes.dornelles@hotmail.com

Se você deseja esta ou outras mensagens impressas  escreva para
Revelação Profética - Caixa Postal 12 CEP 07901-970 - Fco Morato SP

ou envie  um e-mail para - radiounife@hotmail.com



http://www.doutrinadamensagem.com.br/

O Tesouro Oculto

O Tesouro Oculto

Mateus 13:44 Também o reino dos céus é semelhante a um tesouro escondido num campo, que um homem achou e escondeu; e, pelo gozo dele, vai, vende tudo quanto tem, e compra aquele campo. 45 Outrossim, o reino dos céus é semelhante ao homem, negociante, que busca boas pérolas; 46 E, encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo quanto tinha, e comprou-a.
---------------------------------------------------------------

01 – O Tesouro Oculto – 21/08/2010 - Ler o texto - download PDF -  download mp3 -- download qualidade RM  -- download video formato RMVB - Parte1 - Parte2 - Parte3 - Parte4
 
02 – Procurando o Tesouro – 22/08/2010 - download mp3 --
03 – Valorizando o Tesouro – 23/08/2010 - download mp3 --
04 – A Pérola de Grande Valor -25/08/2010 - download mp3 --

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Se Você Somente Soubesse Quem Eu Sou


=====================================
INTRODUÇÃO AO SERMÃO "SE VOCÊ SOMENTE SOUBESSE QUEM EU SOU"  do Rev. Lee Vayle, pelo tradutor D. Dornelles.

Quando em maio de 1964, o irmão William Marrion Branham esteve de posse dos manuscritos originais do livro “O Profeta do Século XX”, escrito pelo Rev. Lee Vayle, ele declarou antes mesmo de o livro ser publicado de que ele se converteria numa grande obra prima para as reuniões, e que serviria para a Noiva como um grande recurso para a compreensão de seu maravilhoso ministério.

Naquela ocasião, o irmão Lee Vayle não se limitou a simplesmente escrever mais uma outra biografia como as que já haviam sido publicadas até aqueles dias, mas o que tornou esta obra diferente de todas as demais, foi devido à sua grande ousadia e intrepidez ao fazer o que nenhum outro biógrafo, até então, havia tido a coragem de fazer, que foi de apresentar o irmão Branham para o mundo inteiro como o sétimo mensageiro para a era de Laodicéia, e o grande profeta de Deus, cumpridor da profecia de Malaquias 4, que prometia um profeta semelhante a Elias que haveria de vir para restaurar à Igreja a mesma mensagem transmitida pelos pais apostólicos, antes do grande e terrível Dia do Senhor.

Neste sermão intitulado “Se Você Somente Soubesse Quem Eu Sou”, o Rev. Lee Vayle, mais uma vez fiel ao seu papel não somente como biógrafo, mas também como uma testemunha viva dos grandes eventos dos quais presenciou, dá-nos uma incontestável noção da grande importância que o ministério do irmão Branham representa para a Noiva de Jesus nestes últimos dias. Este sermão bem que poderia ter se chamado “O Profeta do Século XX – Parte 2”, porque além de salientar alguns temas que haviam sido abordados em seu referido livro, ele ao mesmo tempo nos apresenta aqui uma série de outros dados, com base nas Escrituras, que complementariam aquilo que já havia sido escrito há exatos vinte anos atrás.

William Branham declarou que se em todas as suas reuniões em que ele pregou, a audiência tivesse compreendido o verdadeiro papel de seu ministério, todos os enfermos presentes seriam curados. Salvo algumas raras exceções, dificilmente ocorria um grande culto de cura em massa porque a audiência presente nunca soube reconhecer quem ele realmente era.

O próprio ministério de cura divina de William Branham servia como um tipo do seu ministério como o Elias restaurador, pois a cura nada mais é do que uma espécie de restauração da saúde física do corpo, e neste último dia, Deus manifestou o ministério de Elias a fim de restaurar o Corpo Místico de Cristo por meio de uma Mensagem, que a qual ao mesmo tempo, também serviria de fé para o Rapto.

Neste sermão o Rev. Lee Vayle afirma que apesar dos filhos de Israel terem rejeitado João Batista e Jesus no dia de Sua visitação, eles ao menos tiveram o zelo de perguntar para ambos quem eles realmente eram, pois em seus dias estavam vigilantes quanto ao cumprimento das Escrituras relacionadas à vinda do Messias e de Seu precursor, enquanto que neste dia, ninguém ousou uma vez sequer perguntar para o irmão Branham quem ele era de fato. E assim, esta geração se tornou muito mais cega espiritualmente do que aqueles que crucificaram o Senhor Jesus Cristo.

De acordo com Mateus 12, o ministério do Filho do homem deveria se manifestar aos gentios nestes últimos dias em Espírito, da mesma forma como se manifestou aos judeus em carne, porém isso estava velado para o sistema denominacional vigente, e assim sendo, não puderam identificar o cumprimento das Escrituras.

Um profeta é na verdade Deus para o povo em carne humana, pois ele tem o ASSIM DIZ O SENHOR. William Branham não era o Filho do homem, mas ele revelou e manifestou o Filho do homem por meio da Palavra e dos sinais que puderam ser presenciados perante muitos. Eles foram a Sua aparição para a Igreja que deve anteceder o Arrebatamento e a Vinda física de Jesus à terra, a qual deveria ser retida até a restauração de todas as coisas.

A vinda de Elias, portanto, é fundamental para que o Dia do Senhor possa ser cumprido. Sem este ministério sobre a terra, muito do que foi proferido a respeito dos últimos dias estaria comprometido.

A vinda deste profeta seria o motivo de Deus ainda não destruir esta terra com maldição, até que todos os corações dos filhos eleitos sejam convertidos de volta aos de seus pais, os apóstolos e profetas.

Ao se retirar de nós, o irmão Branham também teve que, como João Batista, se diminuir e deixar que Deus mesmo crescesse entre o Seu povo por meio da Mensagem que ele deixou. Sua Mensagem é como uma luz que ilumina em lugar escuro, a qual faz brilhar a vereda do justo mais e mais até ser dia perfeito.


Diógenes Dornelles
==================================

Este sermão do Pr. Lee Vayle está em fase de impressão. Se você deseja obter uma cópia ou distribuir na sua igreja, entre em contato conosco.
radiounife@hotmail.com

Revelação Profética
Caixa Postal 12
CEP 07901 - 970
Francisco Morato SP.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Não creio que irmão Lee prega Dualidade

PERGUNTA:
Amados irmãos meu nome e (...) moro em (...), congrego juntamente com pr (...), gostaria muito de me comunicar com vocês, (...) Quero lhes parabenizar pelos esclarecimentos pelas revelações, que só pode vir da parte de Deus nosso pai, tem muitas pessoas que acham que o irmão Lee Vayle prega a dualidade; eu não acho! Concordo plenamente com o seu ensinamento sobre a Deidade admiro muito o irmão Lee Vayle ele verdadeiramente é um mestre como o profeta disse, que o Senhor continue lhes abençoando.

RESPOSTA:
Amado irmão (...), Deus te abençoe.

Desculpe na demora de resposta, é que as vezes estou viajando, no momento cheguei de mais uma viagem na qual visitava uns irmãos no rio e em Minas.

O irmão está certo, o Pr. Lee não prega dualidade, mas a Doutrina que William Branham veio restaurar, que é a Doutrina Apostólica de; UM Deus que teve um Filho, e este Filho não é Deus, mas Deus Seu Pai habitou Nele totalmente entre o Jordão e o Getsemani, fazendo dele Deus na Terra, é assim que Jeová do Velho Testamento é Jesus do Novo, porque o Deus todo Poderoso estava atuando de forma total e completa através de Seu Filho.

Este Deus que morou em Jesus Cristo voltou a forma original, e se encontrou com Paulo no caminho de Damasco na formam do Pilar de Fogo (reaparecendo na terra 2 mil anos depois na cabana do profeta, ao nascer) Mas Jesus Cristo, Aquele que estava EM Deus no princípio, e que na plenitude dos tempos assumiu a forma de um homem, Este ao ser levantado aos céus após sua ressurreição continua até hoje como o Intercessor entre Deus e o homem, e no momento certo, descerá até certa parte dos ares, onde nós o encontraremos no Rapto. Isso não é diminuir a Jesus Cristo, nem pregar dois deuses, mas compreender de forma perfeita a relação entre Deus e Seu Filho.

O problema é que os ensinadores se acham no direito de pensar que sabem mais do que os Apóstolos, que sabem mais do que quem aprendeu aos pés do profeta... Estabeleceram uma doutrina Unicista sem conhecer um terço dos sermões do irmão Branham, e depois insistem em não mudar seus pensamentos.

Atitude e Quem é Deus? 50-0815 P:18 Eu posso vê-Lo falar com este mundo pairando ali como um pingente de gelo, o que quer que fosse, bem longe. E Ele o moveu para cá. Eu posso ver esta pequena Luz sair. Agora nós temos dois. O Pai, e do Pai veio a Luz, o Filho.

Nós sabemos que a Luz que saiu de Deus foi “o Logos” ou “uma parte de Deus”, a qual é o Filho de Deus na forma de espírito, pré-encarnado.

Na Mensagem PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE GÊNESIS 53-0729 010, ele disse: De Deus saiu o Logos, que era o Filho de Deus;

VIDA 57-0602 E-22 A grande fonte de toda eternidade era aquele espírito de amor, alegria, o espírito de honestidade, aquele espírito de verdade nesta perfeição. E então da existência do Pai saiu o Logos, o qual era o Filho, que era a teofania, que era o corpo do grande Jeová Deus que se projetou num corpo Celestial. Esse é o Logos. A Palavra falada das Grandes Fontes de Vida e se projetou. E aí estava a teofania, que era Deus transformado em Palavra. Então essa teofania se fez carne na Pessoa de Jesus Cristo.

Agora, se o Filho de Deus é o Logos que saiu de Deus, então o Próprio Deus tinha que ser Logos também. Porque toda semente deve produzir segundo à sua própria natureza. E se a Palavra Falada é a Semente Original, e essa é uma Palavra semente, então se ela produziu Logos, só pode ser porque Ele é Logos. É por isso que São João disse, “No princípio era o Verbo e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.”

O QUE É NECESSÁRIO PARA FAZER VIDA CRISTA? 57-0113 E-42: Agora, eu quero que vocês notem. No princípio quando Deus nosso Pai olhou sobre esta terra desolada, e ela não era nada a não ser uma grande bola de água, e Deus enviou o Espírito Santo à terra, o Logos que saiu de Deus, e Ele começou a fazer sombra sobre a terra.

PERGUNTAS E RESPOSTAS 64-0823E 1019-108 Agora, essa coluna de Fogo é o Logos que saiu de Deus, o Logos, que na verdade é o atributo da Plenitude de Deus. Quando Deus se transforma numa forma onde Ela pode ser vista, Esta era a unção do grande Espírito que saiu, esta se rebaixando, descendo, Deus, o Pai, o Logos que estava sobre Israel, que... Ele era Santo, não podia suportar pecado. Teve que ter uma oferta de sangue no Éden mesmo. Então aquele Logos se fez carne e habitou entre nós; e onde este Logos habitou num corpo humano, que era o Sacrifício... Quando o homem foi feito à imagem de Deus... E então Deus desceu à imagem do homem para redimir o homem; isso trouxe o homem e Deus juntos. Céus e terra se abraçaram e se beijaram; Deus e o homem se abraçaram como Pai e Filho quando o Logos se tornou carne e habitou entre nós. Jesus disse, “Eu vim de Deus, e volto para Deus.” Isso é certo? Depois de sua morte, sepultura, ressurreição e ascensão, quando o corpo foi levado para cima sentar-se à destra de Deus... Agora, eu não quero dizer que Deus tem uma mão direita; Deus é um espírito. Mas “à destra” significa “em poder e autoridade de Deus.” Para que nesse Nome tudo no céu seja chamado segundo Ele e sujeito a Ele. Tudo na terra é chamado segundo Ele e sujeito a Ele, um nome acima de todos os nomes, Jesus Cristo. Agora, este Logos que estava Nele, que era o Espírito de Deus, a Unção, através da graça santificadora do Sangue, trouxe muitos filhos a Deus, que são ungidos com o mesmo Logos.

Note que o Irmão Branham nos diz que o Logos era Deus o Pai que estava sobre Israel, e que este mesmo Logos desceu e habitou em Seu Filho, fazendo o Logos separado do Filho, todavia habitando no Filho. Note também que Ele disse que era o Espírito de Deus que estava Nele, e tal como Ele ungiu a Jesus Ele unge outros filhos.

Como amigo e irmão, estarei por aqui para ajudar no que for necessário. Conto com suas orações.

D.R.

radiounife@hotmail.com
======================================
Aos amados irmãos que expressaram seus pontos vistas nos depoimentos, agradeço pela participação e bom comportamento respeitoso na forma como cada um escreveu. Pedimos desculpas pela demora em responder, e como não é um forum para discussão, achamos por bem responder algumas questões com outras matérias. Desta feita utilizaremos apenas uma citação de um participante o qual se expressou dizendo que Jesus em alguns versículos declarou ser ele o Pai. Aos pesquisadores, aqui está nossa resposta: "Jesus não declarou ser Ele o Pai"


quarta-feira, 18 de agosto de 2010

O Que William Branham Chamava de Suprema Deidade do Senhor Jesus Cristo


==============================
Em Deuteronômio 6:4 é dito: “Ouvi ó Israel, o Senhor nosso Deus é o único Deus”. Esse é o assim chamado “Shemá Israel”, que era proclamado pelos israelitas em todas as sinagogas e que foi inclusive repetido pelo próprio Filho de Deus após ser questionado por um escriba sobre qual era o principal mandamento, a fim de averiguar se os Seus sinais estavam em conformidade com a Palavra de Deus.

Ao proclamar o Shemá em Marcos 12:29, o escriba então com grande regozijo respaldou as palavras do Messias dizendo: “Muito bem, Mestre, e com verdade disseste que Ele é o único e que não há outro senão Ele”. E mesmo antes disto, ao ser tentado por Satanás no deserto induzindo-Lhe para que o adorasse, Cristo lhe censurou: “Vai-te para trás de Mim, Satanás; porque está escrito: Adorarás o Senhor Teu Deus e só a Ele servirás”.

O Filho jamais alegou ser o Deus único ou muito menos reclamou adoração para Si próprio porque Ele sabia que somente o Seu Pai, Jeová Elohim, é o único Deus soberano e o Auto-Existente Senhor de todo o universo. O mundo inteiro está sob o Seu domínio e não há outro Deus além Dele. Não há ninguém que possa ser comparado a Deus e Ele Mesmo nunca necessitou pedir conselhos a ninguém. E até mesmo o próprio rei pagão Nabucodonosor após recuperar a sua consciência admitiu que não havia ninguém que pudesse Lhe dar conselhos.

Em uma determinada ocasião perguntaram ao irmão Branham qual era a diferença entre Deus e o Seu Filho e ele respondeu: “Nenhuma, exceto que os filhos tem começos”. O profeta estava se referindo à Sua sucessão filial.

Como o homem que é descendente de Adão e destarte pertencente à espécie humana, do mesmo modo o Filho veio de Deus e portanto pertence à espécie de Deus, levando Consigo o mesmo gene de Deus, o mesmo Espírito, a mesma Palavra e até mesmo o Seu próprio Nome. E por ser também o Seu Filho Primogênito, Jesus tem direito a 50 por cento da herança do Seu Pai. Porém nada disso faz do Filho o próprio Deus e Pai de todos, visto que o Filho foi gerado e teve portanto um princípio.

O Filho somente pode ser visto como Deus, quando se refere à encarnação, pois Deus habitou em Seu Filho em plenitude. Deus tabernaculou no corpo de Seu Filho e a vida que Nele estava era a vida de Seu Pai. William Branham chamava isso de a suprema Deidade do Senhor Jesus Cristo, o qual foi um dos seus principais ensinos.

“Suprema Deidade” vem da palavra grega “theos”, que literalmente significa “Deus”. Mas se Jesus é o Filho de Deus, então Ele não pode ser nada mais do que o Filho da Suprema Deidade porque só Deus é supremo e somente Deus é a Deidade, porém o Deus supremo habitou em Seu Filho ao derramar do Seu Espírito sem medida.

William Branham lembrava também o que fora dito em Hebreus de que por várias maneiras no passado Deus falou aos pais por meio dos profetas, mas que nos últimos dias Ele condescendeu no corpo de Seu Filho Unigênito a fim de por meio Dele Se revelar ao Seu povo e ser por ele tocado.

O Pai acompanhou o Seu Filho na carne da mesma forma como o Filho podia acompanhar a Seu Pai em uma nuvem ou mesmo em uma Coluna de Fogo. Entretanto, o corpo de Jesus foi o templo do Espírito Santo onde Deus pôde divinamente cumprir os Seus propósitos segundo o conselho de Sua vontade. Entre o Pai e o Filho havia uma perfeita unidade. Algumas vezes o Filho falava, enquanto que em outras, Deus falava através de Seu Filho, visto que o mesmo saía do caminho para que o Pai pudesse semear a Sua Palavra.

Em figura humana, o Filho precisou aprender a obediência por meio das coisas que sofreu, mas Deus Mesmo não precisava aprender obediência. E por ter vencido na cruz ao consumar a nossa fé com o Seu sacrifício, o qual já havia sido determinando desde antes da fundação do mundo, o Filho ascendeu ao Trono e assentou-Se à destra da Majestade nas alturas, porquanto assim como o Filho saiu de Deus, para Deus Ele deveria voltar e prosseguir sob a jurisdição de Seu Pai. E também por Sua vitória o Filho tornou-Se digno de receber adoração, porém não como Deus.

Ele recebe adoração não por causa do que Ele era, mas por causa do que Ele fez. E Ele somente poderia ter feito o que Ele fez por causa do que Ele era, a saber, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

Diógenes Dornelles
====================================

Obtenha o sermão pelo Pr. Lee Vayle "A Suprema Deidade do Senhor Jesus Cristo"


www.doutrinadamensagem.com.br

Participe da comunidade "Apredendo com Lee Vayle" http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=26896135

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Porque o Cordeiro recebe adoração

======================================================
Pergunta: Sendo que só podemos adorar a Deus, porque em Apocalipses o Cordeiro também é adorado? Não é porque Ele é o Próprio Deus?

Resposta: Apocalipses 5: 12 – “...Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças. E ouvi toda a criatura que está no céu, e na terra, e debaixo da terra, e que está no mar, e a todas as coisas que neles há, dizer: Ao que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro, sejam dadas ações de graças, e honra, e glória, e poder para todo o sempre. E os quatro animais disseram: Amém. E os quatro e os vinte anciãos prostraram-se, e adoraram ao que vive para todo o sempre.

Então a adoração é de Jesus e de Seu Pai. Então agora Deus é um objeto de adoração. Você pode ver bem aqui que Ele (Jesus) é Deus, porém Ele não é Deus.

Agora a coisa é esta: por que Jesus recebeu adoração? Não porque Ele era o Filho de Deus, de nenhuma maneira, meio e forma. Ele recebeu adoração não por causa do que Ele era, mas por causa do que Ele fez. E Ele somente poderia ter feito o que Ele fez, por causa do que Ele era. Aquele inigualável e perfeito caráter e aquele bonito corpo que se tornou o Sangue de Deus, e se tornou a residência do Deus Todo-Poderoso.

Assim, portanto, Jesus é adorado, porém Ele não é adorado como Deus, e [antes de mais nada] Ele não é adorado por causa do que Ele é. Isso não é realmente correto. Ele é adorado por causa do que Ele fez, e Ele não poderia ter feito o que Ele fez exceto por Quem Ele é. Você me acompanha? [“Amém”] Assim, portanto, Ele não é Deus, porém Ele pode ser adorado da maneira em que isso é ditado por Deus, porque o próprio Jesus disse: “Não adore a ninguém a não ser a Deus, e somente a Ele servirás”. E deste modo quando Jesus esteve lá nos libertando, permite-nos compreender que Ele estava servindo a Deus, porque Ele foi crucificado desde antes da fundação do mundo, e Ele disse: “Para esta causa Eu nasci”. Absolutamente. Assim você pode compreender, portanto, o que estamos dizendo.

Agora, também com isto, podemos ir para Romanos 14:11, e compararemos com Filipenses 2:9-11. E aqui diz: Porque está escrito: Como Eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a Mim, e toda a língua confessará a Deus. “Como está escrito: Como Eu vivo, diz o Senhor”, vê? “Todo o joelho se dobrará a Mim, e toda a língua confessará a Deus”.

Vamos para Filipenses 2:9-11: Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e Lhe deu um nome que é sobre todo o nome; para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.

Não diz que Ele é Deus, porém Ele está recebendo uma confissão exatamente como Deus está recebendo uma confissão e, portanto, apesar de não ser igual com Deus, Ele está no trono com Deus. Eventualmente Ele estará sobre o trono com a Coluna de Fogo por cima, Deus. Ele está no trono, porém Ele está sob a jurisdição do Pai, porque Aquele que disse: “Eu não falo nada a menos que o Pai diga-Me o que dizer, e Eu não faço nada a menos que o Pai mostre-Me o que fazer”, Ele não pode mudar. Isso é inviolável; isto não pode ser alterado. De nenhuma maneira, meio ou forma.

Então você pode ver aqui como que embora exista um Deus, e Jesus não é Deus, Ele é o Filho de Deus, e Ele é um homem, porque Ele é nascido e Ele veio pela carne. Ele teve uma existência de pré-encarnação – perfeitamente bem. Depois, Deus encarnou Nele.

Então existe uma dualidade. Uma hora o Pai fala. Outra hora o Filho podia falar. Mas toda vez em particular em que o Filho faz isto, é o Pai fazendo isto, porque o preceito sempre tem sido: Deus através do Filho criando, sustentando e redimindo. E até mesmo agora, a mesma coisa inclui o bem, porque o sacerdócio de Melquisedeque vem de Deus. Ele não é um homem. Ele não é uma coisa de homem de modo nenhum. O aarônico é do homem, absolutamente, o homem tratando com Deus. Porém desta vez é Deus tratando com o homem. [“Amém”] E Deus se movendo ao longo de todo o caminho e por todo o caminho até o fim.
==========================================================

Palavras do Pr. Lee Vayle – no sermão; “A Suprema Deidade do Senhor Jesus Cristo” (Sermão traduzido e disponível.
===================================
JEOVÁ JIRÉ 29/04/1956 - 053 "Esta é a razão que as pessoas não conseguiam entendê-lo. Às vezes era Cristo falando... ou era o Filho falando. Outras vezes era o Pai falando. Ele era uma Pessoa dual. Ele era um Homem, o Filho. Deus estava dentro, o qual estava morando Nele. Mas o que Ele fez? Ele foi por aí dizendo, “eu sou o Curador?” Muito pelo contrário, Ele disse: "eu não sou o Curador." Ele disse: "não sou eu quem faz as obras; é Meu Pai que habita em Mim." E em São João capítulo 19, quando Ele foi interrogado por passar por um grupo inteiro de aleijados, mancos, paralíticos, coxos, pessoas cegas, curou um homem que se deitava em uma maca, o Pai Lhe mostrou para ir lá e curar. Foi embora e deixou o resto deles deitado lá, eles O questionaram. Um homem carregando sua cama no sábado. Escute o que Ele disse. São João 5:19: "Na verdade, na verdade, vos digo que o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, se o não vir fazer o Pai; porque tudo quanto ele faz o filho faz igualmente." É o que o Ele disse? "Eu não faço nada até que o Pai me mostre primeiro numa visão o que fazer.” [William Marrion Branham]
.
DEIXE-NOS VER DEUS  29/11/1959 - 131 Eu disse, "Ele foi mais que... Deus estava Nele. Ele era um homem, mas Ele era uma Pessoa dual. Um, Ele era um homem; o Espírito Nele era Deus." Eu disse, "Deus estava em Cristo." Ela disse, "Oh, não." Eu disse, "Olhe, senhora, eu tomarei sua própria Escritura. Ele era um homem, mas Ele era um homem-Deus. Quando Ele foi à sepultura de Lázaro, Ele chorou como um homem. Isso é verdade. Mas quando Ele estava de pé lá, endireitou seus ombros caídos para frente, e disse, 'Lázaro, sai para fora', e um homem morto, que fazia quatro dias que estava morto voltou à vida novamente, isso foi mais que um homem. Homem não podia fazer aquilo. Isso era Deus em Seu Filho". [William Marrion Branham]
----------------------------------------------------------

Aids drogas e homossexualidade

===================================================
1 Agora, antes de entrarmos em João 1:1 novamente, eu creio que possivelmente você esteja ciente que desde a última vez em que eu estive aqui houve completamente um grande tumulto sobre o fato da propagação da AIDS no mundo e, especialmente na África. Não tem havido uma diminuição na imprensa. Você pode simplesmente abrir um jornal ou uma revista ou escutar o rádio, ou ligar uma TV, seja o que for que você queira, e você descobrirá que mais e mais a AIDS está varrendo o país. E eu falarei um pouquinho sobre isso esta noite, e eu contarei a você algumas coisas que você nunca saberia a menos que eu as conte a você, porque ninguém mais está a par do que eu irei lhe contar.

2 Agora, aqui está um pequeno artigo que saiu no jornal de Dayton. Ele diz: “A Pior AIDS Ainda Está Por Vir”. “Nações Unidas; Especialistas da Aids da ONU publicaram um amargo relatório sobre a epidemia global terça-feira, dizendo que ninguém poderia prever quando a calamidade seria contida na África e que metade de todos os de quinze anos de idade na África do Sul e Zimbábue morreriam da doença. E Peter Piotte, líder da junta de programa da ONU sobre o HIV (AIDS) previu terça-feira que a taxa humana ficará pior pelos próximos anos mesmo se hoje, por algum milagre, todas as transmissões de HIV (AIDS) parassem”. É claro, isso não irá parar. “O vírus tem matado dezenove milhões de pessoas e infectado trinta e quatro milhões mais, incluindo quatro milhões só no último ano”.

3 Aqui está o que também isto diz: “Genebra – AIDS...”. Isto é da reportagem da ONU, creio eu. “A AIDS tem matado dezenove milhões de pessoas em todo o mundo, mas o pior ainda está por vir, previu as Nações Unidas terça-feira. A doença é esperada para varrer metade dos adolescentes em algumas nações africanas devastando economias e sociedades. Existe uma geração inteira, que está começando a ser retirada, disse Peter Piotte, líder da junta de programa da ONU sobre o HIV (AIDS). Ele disse que regiões vulneráveis como a Ásia, o Leste Europeu e o risco caribenho são de uma catástrofe similar a menos que eles possam agir agora para controlar as taxas de infecção”. Nós divulgaremos isso – como que eles irão fazer isto. “Em suas 135 páginas de reportagem lançadas terça-feira...” (Poderiam ter sido 1135 páginas, isso não faria qualquer diferença) “o vírus tem matado dezenove milhões de pessoas em todo o mundo, acima de 16,3 milhões no final de 98”. E lembre-se, eles estavam se gabando de como isso iria baixar. [Alguém na audiência diz: “Isso mesmo” – Trad.] (...).

4 Sabe, não somos tolos de modo que não possamos ler os jornais (...). A imprensa acha que está acima de Deus. Tudo que eles tem que fazer é dizer algo e – é isso. “A AIDS tem diminuído”; ela subiu. Como a imprensa disse anos atrás que a pena de morte não diminuiu o crime. Depois da estupidez que saiu da Grã-Bretanha, depois de toda aquela estupidez, vinte anos, eles descobriram que o crime havia simplesmente ficado pior e pior e a pena de morte desencoraja. Mas a imprensa sabe tudo. Jamais duvide da imprensa. Duvide de Deus. Mas nunca duvide da imprensa, você sabe, porque eles são como o Sinédrio. Sabe, o Sinédrio disse que quando Deus recebe uma pergunta difícil, Ele nos chama. [Nota: O irmão Lee usa uma expressão irônica – Ed.] Eu amo isto.

5 “O vírus tem matado dezenove milhões de pessoas no mundo inteiro acima de dezesseis milhões. Ele tem infectado trinta e quatro milhões mais incluindo 5,4 milhões só no último ano. Mais de treze milhões de crianças tem sido orfanadas pela AIDS”. Agora, lemos isto e vimos isto da última vez que eu falei a você. “Em dezesseis países da África Subsaariana, mais de um décimo da população de idade entre quinze e quarenta e nove anos carregam o vírus da imunodeficiência humana (que é o HIV). Em sete desses países, pelo menos um quinto da população está infectada. Um dos países onde vinte por cento da população está infectada é a África do Sul...”.

6 Agora, nunca houve alguma vez muita coisa dita sobre a África do Sul. Sempre foi Zimbábue e os demais, mas agora estamos examinando a África do Sul, que na verdade tem o maior ou um dos maiores governos estáveis na área Subsaariana.

Agora, “...o qual havia 4,2 milhões de pessoas que são HIV positivo, o maior número do público total. A nação de Botsuana da África do Sul tem a pior taxa com mais de um em três adultos infectados o qual é equivalente a noventa milhões da população dos Estados Unidos de 270 milhões”.

7 Agora eles estão muito cuidadosos de que eles não digam a você nada sobre os estados. É claro, é tudo segredo e ninguém por aqui tem AIDS. É até mesmo ridículo só em pensar assim porque, bem, a imprensa diz assim.

“Com a diminuição do número de adultos economicamente ativos que sustentam o restante da população, o impacto sobre a pobre nação africana é devastador. A produção agrícola em nações como Zimbábue, onde duas mil pessoas morrem a cada semana de AIDS, está caindo. As esperanças de uma educação melhor também estão aos farrapos. O número de novos professores treinados em Zimbábue está apenas mantendo o passo com os números cortados pela AIDS”.

8 Agora, você sabe aonde vamos à Bíblia sobre isto: vamos a Romanos 1:18, o qual você não pode por isto no ar ou falar sobre isto na Bretanha. Se você alguma vez falar sobre isto, você pode ser multado em uma grande soma em dinheiro, posto na cadeia, etc. Eu creio que um grupo cristão foi multado em 30.000 dólares por ler isto. Agora, aqui em Romanos diz:

Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça.

9 Agora, você sabe que a injustiça é um uso deliberado da Palavra de Deus fora da estrutura da Palavra, em que Deus disse que Ela era para ser usada. Como Caim que fez a coisa injusta quando ele usou, quando sinceramente foi para as oferendas dos primeiros frutos ao invés da oferenda de sangue. E a Septuaginta diz: “Desta forma tens corretamente oferecido, mas vós não tendes corretamente discernido...”; discernido; “...portanto não tens tu pecado?”. E Paulo confirma que isto está corretamente discernindo a Palavra da Verdade onde você está suposto a ficar. Então Isto diz a você bem aqui que a Verdade de Deus é detida pelos hipócritas, pelas pessoas que usam a Bíblia e deliberadamente A utilizam erroneamente para que a Verdade não possa ser entregue ao povo. Deste modo a Verdade é detida de volta pela organização, e é para isso que estamos olhando aqui.

10 Agora aqui diz: Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. (Agora, isso soa muito estranho aí, onde você diria, porque aquilo que pode ser conhecido de Deus lhes é manifestado, porque Deus lhes tem mostrado isto, mas observe a palavra a seguir:) Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem sem desculpa.

11 Então Isto diz a você bem aqui, que qualquer um que acredita em evolução é um tolo, [“Isso mesmo”] porque automaticamente as pessoas sabem que existe algum Deus, alguma espécie de um Deus, alguma forma, algum plano. E se eles sabem que existe algum plano, tem que haver um Planejador.

Agora observe o quão longe a imprensa vai em engrandecer os assim chamados cientistas. Eles dirão que não há tal coisa como um cientista legítimo que creia na criação. Contudo eles agora irão tão longe ao ponto de admitir que exista um plano. Como pode haver um plano sem um Planejador? Deste modo, veja, estas pessoas sabem mais e ao saberem mais, elas não irão fazer nada sobre isto exceto tentar destruir a cada conceito de Deus.

12 Agora, quando a Verdade de Deus, Divindade, ou Realidade [é rejeitada e desprezada], aqui está o que começa a acontecer:

Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças...

Agora, quando que isso aconteceu? Isso acontecia toda vez que Deus enviava um profeta, toda vez que Deus enviava um mensageiro, mas particularmente um profeta, e no tempo do fim, o profeta em particular foi William Branham, o profeta de Deus. Malaquias 4:5-6, o Elias desta hora, que as pessoas nem sequer sonhavam que viria aos gentios.

13 Agora segure isto, porque eu irei mostrar a você algo aqui que você não tem nenhuma evidência a menos que eu possa dizer a você a verdade disto. Agora: ...em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.

Disse o tolo no seu coração: Não há Deus.

Então eles tem corações tolos, [“Isso mesmo”] e observe como que Deus apenas escova a coisa toda fora e os chama de néscios. Isso é tudo. Tolos. É por essa razão que é perigoso chamar alguém de tolo, a menos que ele seja um tolo. Você não pode chamá-lo de néscio, tolo, idiota, bobo, e todos os demais como sou inclinado a fazer, o que pode não ser educado.

14 Agora, com isto, o coração néscio se torna obscurecido. Agora observe o que acontece com um coração obscurecido:

Dizendo-se sábios, tornaram-se na verdade loucos. (Agora, isso está indo do néscio, do louco para o louco. Você tem uma porção dobrada) E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis, e coisas rastejantes. (Agora, isso aconteceu lá no passado; vamos trazer você para este dia) Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; (E você sabe o que aconteceu por observar as religiões pagãs, quando Israel ficou por cima de todos; o restante eram pagãos) pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém. (Em outras palavras, isso esclarece) Por isso... (agora observe) Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. (E estamos falando aqui sexualmente agora. Então vamos somente entender isso [e sem tentar mudar o significado]) E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. (Agora, essa é a primeira coisa que surge ao rejeitar a realidade.) E, como eles não se importaram de ter o conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm... [Romanos 1:22-28 – NT.]

15 Então agora você está indo da sexualidade desordenada e proibida para exatamente algo que é extremo. É por essa razão que você tem estas canções que você tem hoje sobre espancar mulheres e estuprá-las e matá-las. [“Isso mesmo”] Veja, eles estão perdidos. Eles continuam se perdendo. Agora observe. O que acontece após a homossexualidade?

Estando cheios de toda a injustiça...

Eles agora exigem acesso às igrejas, ao sacerdócio, à comunhão, a tudo aquilo que lhes são proibidos pela Palavra de Deus, e dizem: “Somos simplesmente tão bons como qualquer um. Deus não nos condena, Deus nos ama, e, portanto, somos iguais a qualquer outro”. E agora eles até mesmo possuem leis que você nem ousa dizer qualquer coisa. Eles estão protegidos, e você está desprotegido. [“Isso mesmo”]

16 Havia um casal de homossexuais, uma lésbica e um homossexual outra noite discutindo. E o homem foi claro em seu pensamento. Ele disse: “Não me interessa o que eles dizem sobre mim”. Ele disse: “Eu quero tudo isso em aberto”. Mas ouça à mulher: “Não!”. Ela alfinetou os ouvidos da Drª. Laura Schlensinger de volta. [Nota: Laura Schlessinger apresenta um programa de rádio muito popular chamado Drª. Laura, que aborda os hábitos modernos da sociedade americana tais como sexo fora do casamento, homossexualismo, aborto, direitos feministas, etc. – NT. ] Ela a tiraria do ar. Ela faria de tudo para fazer todo mundo “cale-se!”, para que ela pudesse falar. Agora, se isto não é Sodoma, eu não sei o que é. [“Isso mesmo”] O prefeito da hora era o pobre velho Ló, o prefeito da cidade. Mas quem administrava isso? Os sodomitas administravam isto. Quão distante disto estão todos os governos dos Estados Unidos da América?

17 Agora observe: ...fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade; sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães; néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia; os quais, conhecendo a justiça de Deus que são dignos de morte os que tais coisas praticam, não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.  [Romanos 1:29-32 – NT.]

Em outras palavras, todo o sistema religioso segue [a este erro]. E eles estão felizes com isto.

18 Agora, o que lhe direi? Em 1954, o irmão Branham foi à Índia onde houve uma “confrontação do Monte Carmelo”, pois todas as grandes religiões do mundo estavam lá, os budistas, os maometanos, os cristãos, os católicos romanos, sem dúvida, todos os vários tipos, protestantes, o que você tem. Eles estavam lá para a grande confrontação. Quando o irmão Branham foi à Índia, ele levou com ele algumas pessoas, e eu creio que, desconhecido para o irmão Branham, estava um homem – não estou seguro de que DuPlessis estivesse com ele ou Ern Baxter. E eu lhe falarei bem claramente, e eu já tenho dito isso antes. E não estou nem ao menos preocupado em dizer isto, porque isto é a verdade. Baxter era um conquistador de mulheres.[Nota: Do inglês “womanizer”, que também significa “adúltero” – NT.] Ele até mesmo bebia no avião e saía fazendo o passo do ganso e todo mundo ria dele. Na Índia, ele consorciou com mulheres; eles vieram para o irmão Branham e disseram: “É correto para o pai ter estas mulheres?”.

19 Mas até mesmo mais alarmante do que isto foi o fato de que havia um homem no meio deles chamado conde Faery Von Blomberg. Von Blomberg era o filho adotivo, evidentemente, de um conde ou de uma condessa. E ele era reconhecido como um cristão, evidentemente, dos círculos dos Homens do Evangelho Completo, porém ele era homossexual. E ele se aproximou de um rapaz que era um pregador cristão pentecostal chamado Sigfried Encke. Eu sei do que estou falando porque eu conheço Sigfried Encke; encontrei-me com ele em Columbus. [Nota: Capital do estado de Ohio – NT.] Ele soube que eu era um amigo do irmão Branham e que trabalhava com ele, então ele espantosamente me contou a sua história, de como que este homem fez de tudo que ele podia para engajá-lo em algum romance sexual ilícito. E acredite em mim, eu suei para contornar o problema e deixá-lo saber que o irmão Branham não tinha nada a ver com qualquer coisa assim.

20 Isto foi em 1954, quando a confrontação veio. O que estou tentando lhe dizer? Os homossexuais estavam lá antes, mas esta é a primeira vez que alguém estava perto do irmão Branham onde a luz estava, enquanto que o irmão Branham disse: “O profeta é a Palavra de Deus revelada feito manifesta”. Na verdade, o profeta é o vaso humano em que Deus residia para trazer a Sua Palavra. Não como em Jesus, mas como em Moisés; nós leremos algo disso esta noite.

Agora, essa foi uma situação muito ruim, 1954, um homem pentecostal ser um grande cristão – nobreza, um homossexual.

21 Eu creio que foi em 1956 e não mais tarde, que Leo e Gene, Leo Mercier e Gene Goad, que Deus disse para o irmão Branham contratá-los; dois homossexuais. Assim, eu quero que você receba a direção do que eu estou dizendo. Sobre isto que eu estou dizendo aqui, onde Deus tornou a Si Mesmo conhecido, e através de um profeta, que é onde os homens voltam atrás e os homossexuais estavam bem ali para assumir. E você verá mais e mais disso, e você verá mais e mais corrupção, e você verá mais e mais pessoas morrendo com AIDS. O irmão Branham disse que viria um tempo quando as pessoas ficariam de pé nesta terra aqui – e até mesmo eu disse isso, creio que até mesmo antes dele dizer – porque quando eu vi aquela Escritura que dizia que Deus Se arrependeu de ter feito o homem, eu olhei bem cuidadosamente no hebraico para descobrir que esta palavra “arrepender” significa “estar pesaroso”. [Nota: Do inglês “sorrowful”, que também significa “triste”, “aflito”; “lamentável” – NT.] E Deus estava muito pesaroso concernente ao estado do homem em que o homem havia se encontrado, e assim, portanto, Deus não permitiu o último homem repentinamente arfar e cair na lama e na escória do universo e vomitar e morrer com o seu último sopro. Ele os extirpou.

22 Então tudo bem, agora, como eu disse, eles na verdade estavam pingando pus de seus corpos, infecção, inflamação. E o irmão Branham havia dito que os corpos das pessoas iriam se decair até mesmo enquanto elas estivessem vivas. E sabemos agora, que eles estão se apressando para descobrir a última partícula de antibióticos que eles podem conseguir do oceano. E terra não pode purificar-se a si mesma. Nada é deixado, então eles estão voltando para o oceano, e o oceano está corrompido. E realmente, eu não creio que temos qualquer distância a percorrer, porque existem infecções agora mesmo que nada pode tocar exceto o fogo. E ainda assim eles tem descoberto bactérias na boca dos vulcões onde é muito, muito quente. Então você pode ver que existem bactérias que são tão resistentes que nos perguntamos como que elas serão destruídas? Elas mudarão. Elas sobreviverão. Mas o homem não sobreviverá a elas. Então estamos agora numa posição para entender o que tenho lido esta noite sobre a AIDS.

23 Certo. Vamos somente tomar um quadro do que está acontecendo no mundo hoje porque as pessoas simplesmente não querem reconhecer o fato real do assunto. Existe um homem chamado Williams em Nova York. Aqui está um homem aqui em cima, Williams. [O irmão Vayle desenha no quadro branco – Ed.] Este homem vendia drogas. Ele tinha AIDS, que é contagioso. Ele deu drogas para cem moças, pelo menos, na escola, por favores sexuais. Cem moças, aqui. Quantas foram infectadas? Eu não sei. Mas aqui está um franco-canadense, um rapaz loiro muito formoso que era um comissário de bordo nos aviões que voavam de Nova York para a Europa. Ele contraiu AIDS, e ele infectou pelo menos duzentas pessoas. Você entende o que estou dizendo a você? Vocês que são monógamos, tem se conservado a uma esposa, a um homem, você entende o que estou dizendo? Este homem – duzentos! Deixe isto penetrar. Se você tem duzentos infectados e eles estão podres como ele está, é melhor que você possa crer que haverá cinco mil no nível mais baixo, e todos eles continuam transmitindo a doença excessivamente.

24 Vamos começar de novo aqui em cima com cem moças aqui em cima. Vamos dizer que uma dessas moças tivesse sido infectada. Em outras palavras, ela é conhecida como uma pessoa ingênua, e ela está livre. Ela é literalmente uma pequena prostituta, o qual é uma pena, mas ela é. Agora eu lhe direi uma coisa: você pode ter um monte de sujeitos aqui embaixo, e como disse o irmão Branham: “O homem é feito para assumir isto; as mulheres tinham que observar melhor e dizer: ‘Não!’.” Estou citando o profeta, e eu estou certo com o profeta cem por cento.

25 Agora, estes sujeitos aqui embaixo, este indivíduo aqui, provavelmente... Eu estou sendo sugestivo à extensão de ser muito baixo [em números]. Vamos dizer que três desses sujeitos bem aqui embaixo tivessem outras três mulheres. Agora, eles as tem contatado, e elas descem aqui para estes três aqui, e estas três tomam mais alguns homens. Agora observe o que irá acontecer. Isso ficará maior e maior. Agora, eu não entendo tudo sobre votação e eu não entendo tudo sobre números, mas eu sei de uma coisa: eu citei a você das estatísticas aqui meses atrás que quando você tem relacionamentos ilícitos com alguém, você tem agora duzentos parceiros. [“Isso mesmo”].

26 Tudo bem, vamos apenas continuar olhando. Os números não mentem, e eu não estou tentando assustar ninguém. Estou apenas tentando mostrar a você as possibilidades. Tudo bem. Temos 35 milhões de pessoas aqui. Certo? Agora, vamos somente cortar isto embaixo. Nunca pense que eles tenham tido duzentos parceiros em algum lugar, ou que terão se estendido. Vamos somente por isto embaixo para cem: três bilhões, quinhentos milhões. E o mundo tem somente seis bilhões de pessoas nele. Então diga-me agora que eles não estarão andando nesta terra com pus fluindo de seus corpos e de seus corpos apodrecidos, e eu lhe direi que você está sendo enganado pela imprensa. E é tempo de entender o que o irmão Branham disse: “A ciência provará que esta Mensagem está certa”. E a ciência tem, porque eles estão morrendo agora mesmo – [vivendo em corpos decadentes].

27 Desde o princípio, quando a AIDS entrou em cena, as pessoas eram mais honestas e elas deixavam você saber que muitas e muitas pessoas que estavam morrendo de problemas mentais na verdade tinham AIDS. E eles deixavam você saber que muitos e muitos que morriam de câncer, era na verdade sarcomas que vieram depois da AIDS. E eles deixavam você saber. Mas agora eles não deixam você saber, e você poderia até mesmo ir para a prisão por mencionar alguém. Você não pode nem mesmo ter ninguém na América – alfinetá-lo bem abaixo – eles podem pegar o número de seu seguro social, eles podem fazer um milhão de coisas a você, mas quando isso chega a AIDS... [“Isso mesmo”] Aí está onde você tem aquele pequeno moribundo Ryan White, hemofílicos. [Nota: Quando o vírus da AIDS ainda era pouco conhecido o jovem adolescente Ryan White (1971-1990) comoveu a nação americana e o mundo inteiro nos anos 80 ao ser infectado com a doença embora pertencesse à classe média e não fosse homossexual. Trad.]

 Aí está onde você tem Arthur Ashe, [Nota: Arthur Robert Ashe, Jr (1943-1993) foi um famoso jogador de tênis americano – NT.] o grande jogador de tênis negro, morrendo por causa de um intravenoso. [“Isso mesmo”] Quantos tem morrido por causa deles? E quantos irão morrer? E aqui diz que a ira de Deus vem por causa destas mesmas coisas. Eu não estou feliz com a situação, e eu sei que você não está feliz com isto, mas eu só queria que você soubesse o quão rapidamente isto poderia se propagar. [E isso está se propagando].

28 E não permita que alguém lhe diga que isso veio dos pequenos macacos verdes. [Nota: Os macacos verdes são primatas oriundos da África Subsaariana – NT. ] “Oh, os pequenos macacos verdes tinham isto, e depois um mosquito picou os pequenos macacos verdes, e o mosquito picou o pássaro, e o pássaro entrou com estas fezes, e elas entraram no chiqueiro, e os porcos comeram isto, e depois...”. Oh, por favor. Dá-me um tempo! [Você acha que eu irei negar a Palavra de Deus a favor dos homossexuais?] Ela diz bem aqui que os homossexuais tem trazido isto à terra – ponto final. Agora você diz: “Você está tentando combatê-los?”. Não estou tentando combatê-los. “Você bateria neles?”. Eu não bateria neles. “O que você faria com eles?”. Eu simplesmente os deixaria de lado, se necessário oraria por eles, conversaria com eles; eu não tentaria magoar qualquer um deles. Não tenho que lutar com eles. Mas eu lhe direi: estou aqui para defender a Palavra do Deus vivo, porque Ele está defendendo a mim. [“Amém”, “Isso mesmo”]

29 Lembre-se que quando Eva saiu detrás daquela Palavra, ela já morreu. E quando ela deixou isto e foi àquela serpente, ela morreu pela segunda vez. E quando Adão veio até ela, ela morreu pela terceira vez. Tudo está em três; não pense que não está. Então não vamos nos enlouquecer. Vamos entender onde estamos. Isso ficará pior.

30 Eu sei que falei muito brusco. Muitas vezes as criancinhas me ouvem, e vocês pais tem que lidar com elas; mas você terá que lidar com os seus filhos como eu nunca tive que lidar com os meus. Porque quando os meus garotos estavam crescendo, estas coisas eram muito, muito raras. Elas sempre existiram, e elas tem sido no decorrer dos séculos por causa do mesmo fato de que Deus disse: “Sede fecundos e multiplicai-vos”. “Fecundo” quer dizer “coloque-se numa posição onde você possa gerar filhos”. “Multiplicai” quer dizer que você realiza o ato. O irmão Branham disse: “Quando Deus dava uma ordem, Ele providenciava um meio para isto”. E o meio para isto é exatamente como o irmão Branham disse: “Os filhos são nascidos do desejo sexual”. E esse desejo sexual pode absolutamente arruinar e destruir você, porque o corpo é o templo do Espírito Santo. [O corpo é do Senhor].

31 E somos dados a isto, como uma mulher é, e o irmão Branham disse: “Ela é designada por Deus especialmente para ser um vaso sagrado para conceber”, e ela simplesmente não está no lugar. O homem está no lugar, porque geralmente ele é o agressor, mas a mulher geralmente não leva muita agressão antes que ela caia da maneira que Eva caiu.

32 Então temos um problema bem grande hoje, e o problema é correr para Cristo, longe dessas coisas, e ser mais afável e honesto e correto do que são aquelas pessoas no mundo que dizem: “Bem, Deus ama um pecador, mas odeia o pecado”. Minha Bíblia me diz: “Deus está furioso com o pecador ao longo de todo o dia”. Eu gostaria de vê-los se esquivar deste versículo.

33 Eu não ponho a Bíblia contra a Bíblia. Eu digo Isto da maneira como Isto está escrito. E é por esta razão que é tão importante entender a doutrina e viver dentro da estrutura. E eu apenas digo a você: estou agradecido de que a minha vida é passada, suas vidas estão aqui e você está trazendo os seus filhos de uma forma maravilhosa. Não se esqueça de aconselhá-los e de estar com eles e de ficar com eles e de ajudá-los ao longo destes duros tempos porque, como disse o irmão Branham: “Este é o tempo mais perigoso” e a única vez em toda Bíblia que é falado de um tempo como sendo perigoso é nesta hora na qual vivemos.

Agora eu levarei você aqui para João, e ir à Divindade. Você agora tem a história da homossexualidade como você nunca teve antes, e eu fico posicionado por tudo que eu tenho dito.
===========================================================

Estes comentários do Rev: Lee Vayle sobre AIDS e Homosexualidade foi  tirado do sermão: "Deidade 11 - A Suprema Deidade do Senhor Jesus Cristo", tradução: Diógenes Dornelles. O sermão completo está em inpressão. Se deseja obter uma cópia entre em contato conosco.

radiounife@hotmail.com
www.doutrinadamensagem.com.br

domingo, 15 de agosto de 2010

William Branham se tornou a carne desta Escritura

 Sabemos que o Filho é levantado – um mediador e intercessor. Tudo que nós temos que fazer é plantar a Sua Palavra e ficar ali pacientemente até que Ela seja regada. E lembre-se, nós não trazemos a chuva. Nós não trazemos o sol. Tudo que nós temos que fazer é enterrar a semente. Isso é tudo. Enterrar ela em nossos corações e em nossas mentes, e depois sentar-se em silêncio aguardando pelo sol e a chuva de Deus cair sobre ela. E não importa o que aconteça, mesmo que isso possa custar lágrimas e pesares e julgamentos e tribulações, fique aí; pois na devida estação você colherá, se você não desanimar.
---------------------------------------------------------------------------------------

Você não pode ler este Testamento de qualquer outra maneira do que pela intenção Daquele que o escreveu.

Graças a Deus que tivemos o maior advogado e juiz na terra em William Marrion Branham. Deus mesmo desceu e leu o Testamento e pôs os seus nomes nos lugares certos.

-------------------------------------------------------------------------------------
Atos 3:21: “Os céus devem receber e reter Jesus até a restauração de toda Palavra...”. Quem faz isto? O Elias [número quatro] que foi conhecido a nós como William Marrion Branham. Apocalipse 10:7 – o mensageiro de pé sobre a terra – o profeta – que revela o conteúdo completo de tudo que o profeta disse. Ele disse: “Este é William Marrion Branham, profeta vindicado”, de acordo com o que eu li. Agora, se você não consegue entender que William Branham se tornou a carne dessa Escritura para que ele fosse a Palavra viva de Deus, feito manifesto em carne, você não tem permitido o seu pensamento seguir, e você não entende o que eu estou dizendo.
======================================================

William Branham, vindicado por Deus, de acordo com estas Escrituras, disse: “Se você faz de Jesus a Palavra, você tem três deuses”. Agora, se um cavalo pode agir como uma vaca, e um porco pode agir como um macaco, então você pode ter razão de crer que um profeta vindicado pudesse cometer um erro. Agora, este é o centro da questão: a “Palavra” é Deus, ou Ela é Jesus? Agora, ele disse: “Se você faz a “Palavra” em João 1:1 “Jesus”, você tem três deuses. [É claro, você também poderia fazer disso dois deuses, mas a audiência para qual ele falou era parte Só-Jesus e parte trinitária na doutrina sobre a Divindade].
======================================================
Ninguém tem compreendido a não ser nós, exceto talvez na primeira era, e algumas pessoas, exatamente como que o Filho nasceu de Deus. O irmão Branham nos levou ao princípio, quando o Filho surgiu como uma luz, e depois Deus formando aquele corpo pela criação do esperma e do óvulo, o qual tem que ser um fator físico a fim de manifestar a vida, envolvendo-Se nisso para produzir o circuito do DNA e do RNA, para que então o Filho pudesse entrar e vir como um nascido; porém quando Ele nasceu, Ele tinha uma memória que você e eu nunca tivemos. [João 17 revela isto].

=====================================================

Jesus como a Palavra não é Deus, a Palavra. Mas é melhor que ambos sejam Palavra, porque nunca tenho visto um cavalo que produzisse uma vaca. [“Amém”] E eu não posso entender um Deus que é a Palavra que não produzisse [filhos] Palavra.
====================================================
O último profeta semeará a semente da Bíblia inteira desde a serpente no jardim ao profeta na chuva tardia. E não haverá nada deixado ao acaso. Não haverá um tropeço. Não haverá um ponto ou qualquer coisinha. Isto será perfeito.

sábado, 14 de agosto de 2010

A Palavra é a Revelação Operacional de Si Mesma

==========================================================
Introdução por Diógenes Dornelles ao sermão:  "Carne Para Nós, Palavra Para Deus; Deus Com Logos: Inseparável" do Rev. Lee Vayle

Em seu estudo anterior o Rev. Lee Vayle havia explicado que a expressão grega Logos de João 1:1, que quer dizer Palavra, não se trata simplesmente de uma palavra como uma unidade de linguagem que pode substituir uma realidade a qual ela represente, mas mais do que isso, o Logos é a união dinâmica da linguagem com a substância real daquilo que é expresso. É a forma externa pela qual o pensamento interior é expresso e o próprio pensamento interior em si.

A palavra “logos” tem o sentido de cogitar coisas e após coligá-las, torná-las pública pela manifestação. E foi exatamente isto que Deus teve em mente fazer no princípio ao se tornar Logos e manifestar todos os Seus atributos.

Como uma palavra expressa um pensamento, o Logos que é o próprio Deus, é conhecido pela expressão externa da realidade interna de Si Mesmo às mentes humanas transfiguradas pelo Espírito Santo, o que significa que não pode ser apreendida intelectualmente, mas somente através da revelação.

Jeová-Elohim que no princípio havia preordenado todas as coisas por meio de Sua onipotência, iniciou o processo da revelação de Si Mesmo e daquilo que Ele havia em Sua infinita mente pensado e decidido expressar, como a Sua família, que em Seu divino amor constituiu em Sua mente antes mesmo que ela fosse expressa.

Todos os filhos de Deus já estavam em Seus pensamentos predestinados para a adoção e como atributos dos pensamentos de Deus foram expressos conforme à Sua imagem.

Segundo o Rev. Lee Vayle, quando é dito no evangelho de João que a Palavra estava com Deus, esta preposição “com” denota uma união ativa e inseparável entre um e outro, o que significa que não pode haver uma separação ou qualquer diferença entre Deus e a Sua Palavra, visto que a Palavra é a revelação operacional de Si Mesmo. E o Filho de Deus manifestou esta Palavra em Sua plenitude ao declará-La por meio de obras e palavras; portanto, Ele não poderia ser nada menos do que a Palavra porque é exatamente isso que o Seu Pai é, mas tentar fazer do Filho a própria Palavra seria fazer Dele Pai de Si Mesmo, o qual é o pensamento unicista e que o profeta de Deus considerava errado.

O Filho foi chamado de Palavra pelo profeta porque o Seu Deus e Pai é a Palavra.

O Filho apoderou-se de uma onipotência e onisciência, mas em uma medida, uma vez que Ele somente sabia aquilo que o Pai Lhe havia revelado e Ele atuava somente em cima dessa revelação.

Deus criou todas as coisas por Cristo Jesus, porém o Filho não é o planejador, mas sim o instrumento para por em prática todos os propósitos de Deus que é Aquele que faz todas as coisas segundo o conselho de Sua vontade.

O mesmo Deus que revelava e mostrava ao Primogênito todas as coisas é o mesmo que igualmente concede aos Seus filhos o Espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento Dele, e é somente por meio de Sua Palavra que Deus Se revela e Se torna conhecido.

O homem não é identificado pela sua alma, porém ele é qualificado e quantificado pelo seu corpo físico. A imagem visual que se forma pela percepção sensorial define o ser humano à sociedade. Seu interior (alma e espírito) que não pode ser captado ou conhecido pelos sentidos é julgado pelo seu físico que representa um terço de seu ser porque o seu corpo é COM ele.

A realidade do ser humano é a sua alma, porém tudo que é avaliado é imputado do que se apreende pelas suas características e feições individuais. E assim como Deus escolheu a carne para o homem, Deus escolheu a Palavra para Si Mesmo, pois tudo aquilo que Ele é somente pode ser apreendido pela Sua Palavra que é a sua “carne” e assim Deus Se torna real. O invisível se torna visível e o desconhecido se torna conhecido.

Deus é julgado e conhecido pelo Logos, a Palavra, da qual é inseparável e eterna porque o Logos estava COM e é Deus. Ele somente pode ser conhecido pela Sua Palavra que funciona como uma pele da vida e dos pensamentos de Deus. E da mesma forma o corpo do Filho foi a pele de Deus para Se revelar ao Seu povo e reconciliá-lo Consigo Mesmo.

Deus não está em Sua igreja. Deus está em Sua Palavra e um testifica do outro; e o conhecimento que obtemos de Deus pela revelação da Sua Palavra também se torna parte de nós. Deus julgará o mundo por meio de Sua Palavra e Ele o fará através do Seu Filho que é a personificação do Logos e o pensamento expresso do doxa de Deus.

Diógenes Dornelles

===========================================

O Sermão: "Carne Para Nós, Palavra Para Deus; Deus Com Logos: Inseparável" do Rev. Lee Vayle está traduzido e disponivel.
 
Faça seu pedido:
 
radiounife@hotmail.com