sábado, 7 de maio de 2016

A Manifestação do Filho do Homem

A Manifestação do Filho do Homem


Pregado nos dias 11 e 12 de dezembro de 2015

Francisco Morato-SP

Diógenes Dornelles


Lucas 17:26-30
E, como aconteceu nos dias de Noé, assim será também nos dias do Filho do homem. Comiam, bebiam, casavam, e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio, e os consumiu a todos. Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: Comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam; mas no dia em que Ló saiu de Sodoma choveu do céu fogo e enxofre, e os consumiu a todos. Assim será no dia em que o Filho do homem se há de manifestar.

Nós já tratamos em outra ocasião no estudo “As Três Vindas de Cristo” sobre a questão envolvendo a Era de Laodicéia. Alguns com base em algumas declarações do irmão Branham interpretaram que ele tivesse dito que essa Era já havia terminado. Nós já esclarecemos sobre o quão falso é essa interpretação, porém eu desejo tratar um pouco mais sobre esse e outros assuntos. Como já vimos, o irmão Branham disse que a Era de Laodicéia só terminará quando a Noiva partir no Arrebatamento.

Certa vez alguém perguntou ao irmão Branham se a Era de Laodicéia já havia acabado, com base em alguma coisa que ele disse e que alguns não haviam compreendido.

Perguntas e Respostas 4 (30/08/1964) § 74
17ª. Irmão Branham, recentemente você tem feito comentários concernente a que terminou a Era da Igreja, Laodicéia?
Não, nunca disse que terminou. Se o disse, me entendeste mal, eu o disse mal. É – esta é a última era da Igreja, é o final das eras da igreja, Laodicéia...

Ou seja, não existe outra Era da Igreja depois dessa. Depois da Era de Columba, Tiatira, houve outra Era depois, que foi a de Lutero, Sardes; depois da Era de Lutero houve outra que foi a de Wesley, Filadélfia; depois da Era de Wesley houve ainda mais outra que foi a dos pentecostais, Laodicéia. Essa é a última. Não há outra Era da Igreja depois dessa, porque são sete apenas.

Não terminou, (Não se esqueça que ele está dizendo isso em 1964) a igreja se tem ido quando terminar. Assim sendo enquanto a Igreja estiver aqui, não tem terminado. Vê?

Portanto a Era de Laodicéia está em vigor até o Arrebatamento da Igreja ou da Noiva. Porém a razão de alguns deduzirem que esta Era já terminou foi porque o irmão Branham disse que a Noiva está nesse momento sendo chamada da Era de Laodicéia para entrar em uma outra Era, e alguns usam isso para dizer então que a Era de Laodicéia já acabou.

Eventos Modernos São Esclarecidos Por Profecias (6/12/1965) § 56
Não estamos vivendo em uma era pentecostal, estamos vivendo em outra era. (Então eles tomam isso e dizem: “A era de Laodicéia terminou”) Veja, não estamos vivendo em uma era metodista, estamos vivendo em outra era. Estamos vivendo aqui em cima para a era da Noiva, o chamado da Igreja para fora (A Noiva é chamada para sair de Laodicéia) e reunindo-A para o Arrebatamento. Essa é a era em que estamos vivendo agora. Em minha honesta opinião, essa é exatamente a Verdade.

Essas palavras estão sendo usadas por alguns para dizer que a Era de Laodicéia acabou. Porém a Noiva não é feita somente de crentes tirados da Era pentecostal. A Noiva é formada por crentes tirados de todas as Eras da história da Igreja, desde Éfeso até quando o último dia de Laodicéia acabar. Nos dias de Lutero, a igreja da sua Era foi tirada da Era anterior, mas a Noiva foi tirada da própria Era de Sardes, porque nem todos os luteranos eram a Noiva; nos dias de Wesley, sua Era foi formada pelos crentes da Era luterana, mas a Noiva dos dias de Wesley foi tirada da própria Era de Filadélfia, pois nem todos os metodistas eram a Noiva. Nos dias dos pentecostais, a igreja de sua Era foi formada dos crentes da Era metodista, mas a Noiva vem sendo tirada da própria Era de Laodicéia, pois nem todos os pentecostais são a Noiva. Em todas as Eras a Noiva foi tirada para fora daquela Era em que Ela estava.

Porém a razão de o irmão Branham chamar essa reunião final da Noiva também de “Era” seria porque agora no final da Era de Laodicéia todos os crentes das Eras anteriores se reuniriam na Ressurreição, porque a Noiva não é composta somente de vivos transformados, mas também de mortos ressuscitados. E é isso que está acontecendo agora. Então quando ele fala da reunião para o Arrebatamento ele está falando dos vivos e dos mortos ressuscitados. Porém essa “Era da Noiva” não começou em 1963, mas ela tem se iniciado desde quando Deus comissionou o Seu mensageiro para precursar a segunda vinda de Cristo.

Também é nessa Era que Deus irá usar crentes vivos para operar grandes sinais e maravilhas, antes mesmo da ressurreição dos demais santos. Isso ainda não começou, embora a Noiva já possua esse poder potencialmente Nela, apenas aguardando a ordem do Senhor para a sua manifestação. O irmão Branham almejava ver tudo isso acontecer ainda em seus dias de vida, porém isso só correrá no tempo determinado por Deus.

A Projeção do Irmão Branham Para o Fim da Era de Laodicéia

Dizer que o irmão Branham estivesse sugerindo que a era de Laodicéia já teria acabado ainda em seus dias, seria fazê-lo entrar em conflito com as suas próprias projeções, porque ele mesmo sugeriu um possível fim para esta Era, e com um ano específico, que foi o de 1977, mas que como sabemos não se cumpriu. Portanto alegar que o profeta disse que em 1963 Laodicéia acabou por causa dos Sete Selos que foram ministrados, criaria um conflito consigo mesmo.

A Era da Igreja de Laodicéia (11/12/1960) § 43
Nós cremos que a igreja de Laodicéia começou em 1906 d.C. Eu predigo... Agora, lembre-se, “predigo”, especialmente você que ouve à fita. Eu não digo que vai ser, (ou seja, ele não está profetizando e nem dando um “Assim Diz o Senhor”) mas eu predigo que isso terminará em 1977, (Isso o quê? A era de Laodicéia. Então como agora alguém pode sugerir a você que o profeta disse que Laodicéia terminou em 1963, se aqui ele disse que de acordo com a sua projeção isso seria para 1977?) que a igreja irá completamente à apostasia e ela será expulsa da boca de Deus. E a Segunda Vinda, ou o Arrebatamento de Cristo, pode vir a qualquer momento.

Então ele está dizendo que segundo uma projeção pessoal sua, a Era de Laodicéia deveria terminar em 1977. Porém ao mesmo tempo em que isso acontecesse, ocorreria a apostasia da igreja e o Arrebatamento da Noiva com a vinda de Cristo. Portanto, quanto à Era pentecostal, ela só deveria acabar em 1977, e não antes disso. Porém alguns estão usando essa declaração que o irmão Branham fez para espiritualizá-la e dizer que tudo isso se cumpriu naquele ano, dizendo que ele não estava tratando da possível vinda de Cristo para aquele ano, mas sim do início de uma apostasia da igreja que já teria supostamente começado. Porém a igreja já estava em apostasia nos dias do profeta, que é a mesma que vemos hoje. Entretanto, nada do que estamos presenciando em nossos dias se compara com a apostasia da qual ele realmente se referia, que é quando o anticristo estiver governando sobre a terra; porém, para o irmão Branham, a Igreja é arrebatada antes que a apostasia comece, que é quando o anticristo assumirá o controle.

Livro das Sete Eras pgs 341-342
Porém Antes que o anticristo (em pessoa) assuma o comando completo deste sistema mundial de igrejas, (Antes que a apostasia aconteça) a verdadeira Igreja será tirada deste mundo para estar com o Senhor. Deus arrebatará Sua Noiva para a grande Ceia das Bodas do Cordeiro.

Portanto se a apostasia já tivesse de fato começado em 1977, a Noiva já teria sido arrebatada. Veja como é importante você colocar cada coisa no seu devido lugar, porque assim você não dará margem à desinformação.

A Era da Igreja de Éfeso (5/12/1960) § 46
E em 1906 começa a Era da Igreja de Laodicéia, e eu não sei quando ela terminará, (Porém ele vai dar agora uma sugestão de quando Laodicéia poderia acabar) porém eu predigo que isso será feito perto de 1977. Eu predigo, o Senhor não me disse, porém eu predigo isto de acordo com uma visão que me foi mostrada alguns anos atrás, que, cinco (de sete) daquelas coisas já tem acontecido.

Em 1933 o irmão Branham teve sete visões de coisas que ocorreriam antes da vinda de Cristo, e ele cria que todas essas visões se cumpririam dentro do prazo que ele particularmente estipulou, entre 1933 até 1977. Então veja que seria uma grande contradição alguém sugerir que o irmão Branham tivesse uma outra projeção para o fim da Era laodiceiana, que fosse diferente dessa que ele mostrava em seu ensino. Ainda que ele tenha se equivocado – porque nada disso aconteceu – recuar essa projeção para 1963 a fim de corrigi-la, como alguns fazem, seria simplesmente trocar um erro por outro. Somente um grupo falso com um ministério falso faria algo assim.

Nós devemos então prestar atenção à sua explicação de que Laodicéia não termina até que todas as sete visões dadas a ele em 1933 aconteçam, das quais ele disse que ainda faltavam duas. Poderia então Laodicéia se encerrar sem o cumprimento daquelas duas visões restantes? Não! Dizer que Laodicéia acabou faltando ainda duas visões por se cumprir, é contrariar o irmão Branham ou no mínimo seria uma tentativa de corrigi-lo. Porém essa era a sua teologia e ninguém deve corrigir isso. Então Laodicéia deveria terminar somente quando todas as visões que o Senhor lhe deu se cumprissem, porém algumas delas ainda estão aguardando pelo seu cumprimento até os dias de hoje, então Laodicéia ainda está em vigor.

Conferência (25/11/1960) § 7
“Então eu tornei a olhar e eu vi que os Estados Unidos eram como alguma coisa ardendo que havia incendiado, e ali no chão abaixado eu disse (não em transe), mas eu predisse... Lembre-se disto. Creio que isso está gravado também. Eu predigo que estas coisas acontecerão entre agora 1933 e 1977 o qual nos dará dezesseis anos mais se minha predição bate certa”.

As Setenta Semanas de Daniel (6/08/1961) § 226
Porém eu tenho predito que entre o ano 33 e 77 algo aconteceria, que estas coisas que eu tenho visto ocorrer na visão aconteceriam. E cinco delas já tem acontecido.

A última visão que o irmão Branham teve foi sobre uma destruição que ocorrerá na América. Tudo isso deveria ocorrer até 1977. Quando todas estas visões se cumprissem, então terminaria o tempo dos gentios; Jesus voltaria e a Sua Noiva seria arrebatada, enquanto os crentes laodiceianos entrariam em uma apostasia com o fim da intercessão e da dispensação gentílica e com o início do reinado do anticristo, ao mesmo tempo em que Deus Se voltaria aos judeus. E tudo isso prepararia a volta de Jesus com Sua Noiva no Milênio.

Livro das Sete Eras pg. 290
Baseado nestas sete visões, juntamente com as rápidas mudanças que têm se alastrado pelo mundo nos últimos cinqüenta anos, eu PREDIGO (eu não profetizo) que todas estas visões terão acontecido até 1977. (...) Portanto repito, eu sinceramente creio e sustento como um estudante particular da Palavra, juntamente com a inspiração divina, (Essa “inspiração divina” se refere às visões que o irmão Branham teve. Ele não está dizendo aqui que a sua projeção pessoal para o ano de 1977 foi inspirada por Deus, do contrário isso seria uma contradição sua quando disse nas outras ocasiões que ele não estava entregando uma profecia) que 1977 deve terminar os sistemas mundiais e introduzir o milênio.

Predizer significa profetizar, porém não neste caso, porque ele está nos alertando que não tinha nenhum “Assim Diz o Senhor” para isso; portanto o que ele está nos dizendo aqui é: “Se caso isso ocorrer – o qual eu não sei porque Deus não me disse nada – eu já estou dizendo antes que ocorra, se de fato vier realmente a acontecer”. O irmão Branham acreditava que com o cumprimento das sete visões até 1977, em seguida ou imediatamente após isso, ocorreria a vinda de Cristo, e isso então poria fim à dispensação dos gentios ou da Era de Laodicéia.

A Festa das Trombetas (19/07/1964) § 171
Sete coisas que Ele mostrou-me, em 33, que aconteceriam. Cinco delas já se passaram. O Doutor Lee Vayle está escrevendo um livro sobre isto ali agora. Estão vendo? Cinco coisas, perfeitamente, e somente mais duas coisas por acontecer. Disse: “Isto (Isto o que? As sete visões de 33) aconteceria logo antes da Vinda.” Aqui estamos nós bem no final agora, e parece como que aquela sexta coisa está se aproximando. Estão vendo?

É por isso que aqueles que dizem que Laodicéia acabou também afirmam que Cristo já veio, porém essa incongruência toda é gritante quando consideremos que as outras visões que deveriam anteceder a tudo isso ainda não aconteceram. O que não nos preocupa, porque isso não foi uma profecia. Eu creio que o irmão Branham não tinha uma dimensão da importância e influência que o seu ministério teria hoje; foi só por isso que ele teve a despreocupação de expor essa sua projeção pessoal. O desprezo que ele já sofria por muitos também pode ter lhe encorajado a fazer essa projeção pensando que ninguém daria importância ao que ele estava dizendo, afinal ele mesmo não deu muita importância para isso, pois não fez disso uma doutrina. Mas se ele realmente tivesse uma pequena noção do quão importante seria a Sua Mensagem e ministério para a Noiva do tempo do fim agora em nossos dias, ele talvez tivesse evitado expor suas opiniões pessoais, para que ninguém as usasse como algum tipo de inspiração divina, como alguns fazem hoje.

Então veja que o irmão Branham não ensinou que a era de Laodicéia já havia acabado, mas pelo contrário, até o fim de seu ministério ele insistia em dizer que estávamos na era de Laodicéia.

O Arrebatamento (4/12/1965) § 76
Todos sabemos que estamos vivendo na Era de Laodicéia. Nunca haverá outra Era além. Não pode haver. Assim, estamos vivendo na Era de Laodicéia.

Veja que ele não poderia ter dito isso se essa Era já houvesse acabado há dois anos antes, como supõem alguns.

Então você já está ciente que de acordo com o entendimento do irmão Branham, o fim da Era de Laodicéia ocorreria com a Vinda de Cristo e o Arrebatamento da Igreja. Se nada disso aconteceu, tudo isso ainda precisa se cumprir no seu devido tempo.

O Último Eleito

É por essa razão que ele ensinava que tudo isso somente ocorrerá quando o último eleito entrar no Corpo de Cristo. Mas como alguns dizem que Laodicéia já terminou, eles se sentem forçados também a dizer que esse último eleito na verdade já teria entrado, levando em consideração o que eles chamam de “o tempo de Deus” ao invés do “tempo do homem”. Porém essa é uma interpretação gnóstica e falsa que estão dando para o ensino do irmão Branham a fim de tentar torcer o que ele disse, porque o que o profeta de Deus afirmou é que enquanto o nome do último eleito não fosse declarado sobre a terra, Cristo continuaria com a Sua intercessão por Sua Noiva. E Ele continua com esse Seu ofício até hoje.

Primeiro Selo (18/03/1963) §§ 59-60
Agora, o Cordeiro, no tempo da intercessão aqui atrás, Ele sabia que havia nomes ali que foram postos ali desde a fundação do mundo. E enquanto esses nomes ainda não tivessem sido manifestados na terra, Ele tinha de permanecer ali como Intercessor... Perfeitamente, predestinação! Estão vendo? Muito bem. Ele tinha de permanecer ali, porque Ele veio para morrer por aqueles que Deus tinha ordenado para a Vida Eterna. ...Portanto, enquanto houvesse um nome que não tivesse sido declarado na terra, Cristo tinha de permanecer ali como Intercessor, para cuidar daquele nome. Mas tão logo aquele último nome tenha sido lançado naquele Clorox, ou alvejante, então Seus dias de intercessão terminaram. “Quem está sujo, suje-se ainda. Quem é santo, seja santificado ainda.” Está vendo? E Ele deixa o santuário e então torna-se um Tribunal. Ai daqueles fora de Cristo então!

Portanto se o último eleito já tivesse realmente entrado no corpo de Cristo, Jesus já teria vindo e o arrebatamento da Noiva já teria acontecido.

Livro das Eras - A Era da Igreja de Filadélfia pág. 265
E quando aquele último membro eleito do corpo de Cristo entrar, então nosso Senhor aparecerá.

Veja que aqui o irmão Branham está dizendo que Cristo ainda não veio porque o último eleito ainda não entrou. E isso não aconteceu, nem em 1965, quando o Livro das Eras foi concluído, e nem em 1963, com a ministração dos Selos. O irmão Branham também disse que Cristo somente virá depois que o último eleito que entrar na Noiva for batizado na terra. Portanto é falsa a interpretação de que o irmão Branham ensinasse que Cristo já teria vindo porque ele estivesse olhando para o “tempo de Deus” ao invés de olhar para o “tempo do homem”.

É certo que o último eleito já está salvo porque todos os filhos de Deus são salvos e já fazem parte da Noiva, mas o irmão Branham disse também que o último eleito tem que ser batizado no nome de Jesus Cristo antes que Ele venha. Então não é apenas uma questão de alguém ser simplesmente um eleito, mas de ter sua confissão confirmada sobre a terra. Cristo não vem até que esse último eleito seja batizado e receba o novo nascimento em vida.

Livro das Sete Eras, pag. 16
E o que foi dito NÃO PODE ser mudado. Tem que ser o mesmo desde Pentecostes até que o derradeiro eleito tenha sido batizado.

Então veja que se o último eleito ainda não entrou, temos que olhar para o tempo que transcorre aqui, e não para um “tempo de Deus”, porque se de fato esse último eleito gentio já tivesse entrado, Deus já teria Se voltado para os judeus, porque é exatamente isso que ocorrerá quando esse dia chegar. Porém isso ainda não aconteceu.

Perguntas e Respostas Sobre Hebreus Nº 1 (25/09/1957) § 83
Quando o último gentio for nascido no Reino de Deus, então o seu véu será tirado dos olhos de Israel.

Se o último eleito já entrou, isso já era para ter acontecido. Quando o último eleito da Noiva for salvo o que acontece? Ele, assim como os demais que estiverem vivos naquele dia, terão que primeiro aguardar a ressurreição dos que morreram, porque o irmão Branham disse que os vivos não precedem – não vão à frente – dos mortos. Só depois os vivos, incluindo o último eleito, são transformados para se reunir àqueles. Quando todos estiverem reunidos ocorre o Arrebatamento.

Vejamos agora outro texto que é utilizado por alguns para dizer que o último eleito já entrou:

Reconhecendo Seu Dia e Sua Mensagem (26/07/1964) §§ 27-28
Porquanto a desenhei por visão, não sabendo que Deus um ano e seis meses mais tarde iria vindicá-lo nos céus, através da lua e os jornais mostrariam através da nação. Eu não sabia disso. Eu não sabia que haveria um escurecimento misterioso na lua representando esta era de Laodicéia. Agora, nos jornais, você somente vê as seis Eras. Isto é porque a Igreja de Laodicéia foi escurecida completamente. Se Você perceber a aplicação espiritual, como Deus o mostrou no céu... Quando eu o desenhei aqui na terra, deixei apenas um pequeno espaço, como vocês podem ver, apenas um pouquinho de luz; aquilo foi um pouco antes que os verdadeiros eleitos fossem chamados da terra, esta é a razão que eu coloquei assim representando a Sétima Era; mas quando Deus o colocou no céu, estava totalmente escurecida. Significa, talvez, que o último é chamado da Era de Laodicéia. Nós não sabemos. Poderia haver um sermão sobre isso.

Quando ele desenhou a era de Laodicéia no quadro em 1960, ele deixou a lua com um pequeno halo de luz solar, simbolizando que ainda estavam faltando os últimos eleitos daquela Era para entrarem no Corpo. Porém 4 anos depois quando ocorreu um eclipse, toda a lua foi escurecida, e o irmão Branham apenas aventou a ideia de que isso estivesse sugerindo que não houvesse mais ninguém na terra para ser salvo e que o último eleito já havia entrado. Porém o irmão Branham não estava fazendo uma afirmação, tratando-se apenas de uma hipótese que ele mesmo deixou de levar adiante. No entanto, alguns agora estão usando essas suas palavras para afirmar que o último eleito já foi batizado e entrou no Corpo.

Aqueles que afirmam que o último eleito já entrou porque para eles tudo já foi revelado, também se baseiam na seguinte declaração do irmão Branham:

Quarto Selo (21/03/1963) § 97
Como o Dr. Lee Vayle… Suponho que ele ainda esteja no encontro em algum lugar. Não o vejo há dias. Não creio que o vi. [Um irmão diz: “Ele está aqui.”—Ed.] Ele está aqui. Bem, o outro dia ele me enviou este bilhetinho, acerca do que Irineu disse. Bem, eu escolhi Irineu, incontestavelmente, para ser o anjo da era em que esteve. Mas ele disse: “Quando aquele último membro do Corpo tiver entrado”, nesta última era, “deveria ser… a coisa seria revelada nesse tempo.” E aqui está. É exatamente certo. Está vendo? Estamos no dia. Muito bem.

Porém novamente precisamos unir todas as peças para que se encaixem perfeitamente. Ele não está dizendo que a ministração dos Selos seria um sinal de que o último eleito já entrou, mas de que quando o derradeiro filho de Deus entrasse na Noiva, Cristo desceria para cumprir (não somente revelar agora) todos os mistérios de Deus arrebatando-A, pondo fim à Era de Laodicéia e voltando-Se para Israel.

Como disse o irmão Branham, foi o irmão Lee Vayle quem mostrou para ele aquelas palavras de Irineu, e o irmão Vayle compreendeu perfeitamente, juntamente com o profeta, de que Irineu estava dizendo que Cristo viria tão logo entrasse o último eleito. Vejamos alguns outros “bilhetinhos” de Lee Vayle, onde ele nos explica com mais detalhes acerca do que ele mostrou dos escritos de Irineu para o irmão Branham.

Perguntas e Respostas Sobre a Deidade 3 (4/11/2000) §65
Então quando aquela última pessoa entra, e filho treinado, aquilo que disse Irineu, Ele virá. Quando o último membro eleito da Noiva, o corpo de Cristo entrar... O irmão Branham acrescentou “filho treinado”. E o irmão Branham foi mais correto do que Irineu. Irineu foi ensinado apenas por Policarpo, um aluno de João; William Branham foi ensinado por Deus.


A Restauração da Árvore Noiva Nº. 12 (05/02/1994) Lee Vayle – sem tradução
E aqui diz a você bem aí claramente, que quando o último membro eleito entrar, e filho treinado, haverá uma Ressurreição e um Arrebatamento.

Portanto, ao invés de se atentar à interpretação de outros, seria muito melhor recorrer ao que os irmãos Branham e Vayle ensinaram sobre o que de fato Irineu disse, e não basear-se nos falsos ministérios que tem hibridado a verdadeira doutrina com seus intelectualismos carnais.

Alguns também estão alegando que a abertura dos Selos foi o início de uma nova dispensação. Isso não é verdade porque a única dispensação que precisa terminar agora é a gentílica. Como já dissemos, quando isso acontece, Jesus Se voltará aos judeus.

Livro das Sete Eras, pag. 24
Agora, quando o Evangelho volta aos judeus? Quando o dia dos gentios estiver terminado.

E isso só ocorrerá quando o último eleito gentio entrar no Corpo de Cristo, que é a Noiva que está sendo criada e escolhida dentre os crentes de Laodicéia.

Obra Prima (5/07/1964) § 161
A Palavra, vivendo e em ação, a Bíblia Noiva, não alguma Noiva feita pelo homem, a Noiva Bíblia, ferida e aflita de Deus. Nenhuma beleza para que pudéssemos desejá-La, ferida e aflita de Deus. Isso mesmo. Ela está sozinha. Ela é ferida por todas as denominações de acordo com Apocalipse 3. Ela é ferida e está fora da Era da Igreja de Laodicéia na qual Ela foi criada.

Exato. A Noiva é tirada dentre os crentes de Laodicéia, mas a Era de Laodicéia não acaba até que o último eleito seja tirado dela. Isso não quer dizer que a Era de Laodicéia já acabou. Em todas as Eras a Noiva foi criada de cada Era da qual Ela saiu. Nem todos os crentes da Era de Éfeso, por exemplo, eram da Noiva, mas a Noiva daqueles dias foi criada ou formada a partir deles. Embora estejamos na Noiva, ainda há outros para entrar Nela. E de onde eles virão a não ser de Laodicéia que é onde eles estão agora?

A Noiva em Meio aos Candeeiros

Um bom exemplo que auxilia a entender uma Noiva sendo criada ou tirada das Eras da Igreja, é a ilustração que o irmão Branham certa vez deu para o Filho do Homem em Apocalipse 1:13-14.

As Sete Eras da Igreja (12/05/1954) §§ 204-208 – sem tradução
Agora, isso é a Bíblia. Isso é o que o Espírito diz, veja. “Os candeeiros”. Tudo bem. Agora o versículo 13. “E no meio dos sete candeeiros de ouro um como... o Filho do homem...” O que? Um como Ele. Quem era esse? Sua Noiva.

Talvez você pergunte: “Como que este Filho do Homem pode ser a Noiva, se na Bíblia a Igreja sempre é representada por uma mulher?”. Porém nós já vimos aqui o irmão Branham dizer que a Noiva é o Corpo de Cristo. Poderia você imaginar Cristo com um corpo de mulher e com uma cabeça de homem? Não. Então a Noiva que é o Corpo místico de Cristo tem que ter o corpo de um homem, que é a estatura de um Varão perfeito. Como se trata então de um Corpo místico, o que você tem aqui é apenas um símbolo, como todo o livro de Apocalipse. Mas lembre-se também que em outras ocasiões o irmão Branham dirá a você que esse Filho do homem é a Deidade. Porém ele também dirá a você que a Deidade está igualmente na forma de carne hoje em Sua Noiva. Então você não irá se confundir com essas duas interpretações aparentemente contrárias, quando você igualmente se recordar do seu ensino de que toda a Escritura possui um duplo sentido. Então agora com tudo isso em mente, você já poderá captar o resto do que ele irá dizer aqui.

...Um como Ele. Observe como estava... “Vestido de uma roupa até aos pés”... A santidade de Jesus Cristo cobrindo-A. “Tem nos lavado dos nossos pecados, com Seu próprio Sangue”. Tudo bem... “Cingido pelos peitos” (não um homem, uma mulher) com um cinto de ouro. (O Evangelho que detinha o poder e a glória de Deus sobre o Corpo de Cristo.) Oh, que bela imagem temos aqui em consideração. Olhe aqui... “Até aos pés, e cingido pelos peitos com um cinto de ouro. A sua cabeça e cabelos eram brancos como lã”... branca como a neve (justiça, santidade; fala do branco); “e seus olhos... como chama de fogo”; (Olha através disso.) Não tente se esconder Dele. Ele sabe quem você é, onde você está, e o que você fez. Sim senhor. Ele vê tudo. Meu Deus...

Você e o Filho do Homem, Cristo, são um, assim como Deus e o Seu Filho também são. Nessa adequação que o irmão Branham está fazendo das Escrituras, este Filho do Homem entre os candeeiros é a representação mística da Noiva ao longo das Eras. Embora na Bíblia a Noiva seja representada por uma mulher, o que temos aqui é a Sua representação mística do Seu corpo que é de um Homem, pois Ela é o Corpo de Jesus Cristo Homem, enquanto que o Seu Marido é a Sua cabeça; mas a Noiva não pode ter o corpo de uma mulher e a cabeça de um homem; portanto a representação mística desse Corpo é de um Homem, o Corpo místico do Filho do homem. A Noiva está em meio aos candeeiros porque Ela foi tirada ou criada dentre as Eras da igreja. Em cada Era um membro desse corpo foi formado até chegar a última Era, onde a Cabeça se une a esse Corpo e então torna-se um Corpo completo.

A Dispensação dos Gentios

Este Corpo embora seja composto de gentios e judeus, foi formado durante as Eras da Igreja gentílica, cujo Corpo só estará completo quando o último eleito entrar nele, que dará fim a última Era da Igreja. Mas por que alguns querem insistir com a ideia de que essa Era de Laodicéia já acabou? A razão do porque eles precisam fazer isso é porque eles interpretaram que quando o irmão Branham pregou sobre os Sete Selos, o Cordeiro já teria saído do trono para revelar os mesmos para ele, e, portanto, encerraram-se todas as Eras e a intercessão, porque Ele não é mais Mediador. A seguinte declaração do irmão Branham é usada por alguns para apoiar esse pensamento.



A Festa das Trombetas (19/07/1964) § 148
E eu lhe mostrarei esta trombeta aqui, esta última trombeta, o que acontece. Aí estão eles; estas trombetas foram soltas para os judeus (não vê você?), não sobre os gentios. Os gentios, quando aqueles Selos são abertos e selados. (Do inglês sealed away”. Talvez o irmão Branham quisesse dizer que os Selos foram tirados, pois se os Selos foram abertos eles não podem ser selados outra vez) O tempo terminou; a igreja foi chamada.

Esse é outro texto usado para provar que a Era de Laodicéia acabou, isso porque eles interpretam esses Selos abertos como se referindo às reuniões do Tabernáculo Branham ocorridas em março de 1963. Porém não é desse tipo de abertura de Selos que o irmão Branham está falando, mas sim do cumprimento de todos os eventos relacionados a eles, cujo último é a vinda literal de Cristo, então a Noiva é chamada em um Arrebatamento e a era gentílica acaba. Essa interpretação também força o equivocado pensamento de que a Noiva só começou a ser chamada depois das reuniões dos Selos, quando na verdade o que ele disse é que Cristo só virá para arrebatar a Noiva quando o último Selo for aberto e se cumprir.

O Sétimo Selo Não Foi Aberto ao Público

O irmão Branham disse que o Sétimo Selo continuaria sendo um mistério porque ele só poderá ser conhecido, ou seja, revelado e cumprido, na ocasião em que ocorrer a segunda Vinda de Cristo para arrebatar a Sua Noiva.

E aqui, quando o Sétimo Selo, quando Ele O abriu, Ele também O omitiu novamente, veja. Deste modo, vemos que Ele é um completo mistério, portanto ainda não é hora do mistério ser conhecido. Portanto, chegamos até aqui, e o resto Dele (Isso quer dizer que parte Dele foi declarado, mas o resto não.) será conhecido bem por volta da hora em que Jesus aparecer na terra novamente, para a Sua Noiva, ou o que quer que aconteça naquele tempo. Agora, até aquele tempo, vamos somente orar, viver vidas cristãs boas e retas, esperando pela Sua Vinda.

Então o que o irmão Branham está nos dizendo é que a abertura de fato do Sétimo Selo só ocorrerá quando Jesus voltar não somente para a Noiva gentia, mas também para Israel.

A Festa das Trombetas (19/07/1964) § 176
O Sétimo Selo não foi aberto ainda, vocês sabem. Isso é a Sua Vinda.

De acordo com a sequência dos capítulos 7 e 8 de Apocalipse, após o Sétimo Selo ser aberto no capítulo 8, Cristo voltará na Sua Terceira Vinda com a Noiva para reinar no Milênio no capítulo 19. Porém o irmão Branham também incluía a revelação do mistério do Sétimo Selo para a Segunda Vinda de Cristo quando Ele vem para arrebatar a Sua Igreja no capítulo 4. Porém veja que se em 1964 o irmão Branham está nos dizendo aqui que o Sétimo Selo não foi aberto porque a Vinda ainda não aconteceu, então tampouco poderia ele sustentar o falso ensino de alguns de que essa Vinda tivesse ocorrida no ano anterior, em 1963 com uma nuvem, ou com a visitação dos anjos ou mesmo com as reuniões dos Selos. Porém como alguns creem que a Vinda já aconteceu, então eles precisam forçar uma abertura ou cumprimento deste Sétimo Selo, que como disse o irmão Branham, não foi aberto ainda.
Alguns estão interpretando que o Sétimo Selo foi aberto em 1966, quando a parte pregada do Sétimo Selo em 1963 e que foi ocultada a pedido do irmão Branham, veio a público e divulgada pela Associação Evangelística William Branham naquele ano. E, assim, sem perceberem, com essa interpretação, eles forçam o irmão Branham a dizer que a Vinda de Cristo ocorreu em 1966, quando a parte ocultada do Sétimo Selo por ele foi divulgada, criando assim um conflito com eles mesmos, que querem crer que esta Vinda já ocorreu em 1963. Porém na porção da fita que só foi divulgada em 1966, não há nenhuma revelação do Sétimo Selo; ele apenas relata as visões que teve, seu encontro com os anjos e de que o Sétimo Selo não foi revelado.

Aqui está um outro texto usado para defender que o Sétimo Selo só foi aberto quando veio à público em 1966:

O Sétimo Selo (24/03/1963) § 400
E agora se esta fita vier a cair na mão de algumas pessoas em alguma parte, não tente fazer qualquer tipo de ismo dela. (Ou seja, dizendo que o último eleito já veio, que a intercessão acabou, que o Sétimo Selo foi aberto em 1966, que Laodicéia terminou...) A única coisa que você deve fazer: somente continue servindo a Deus. Porque, este grande segredo é tão grande que Deus nem permitiu que João O escrevesse. Isso soou como trovão, mas Ele… sabendo disso, prometendo-nos que Ele seria aberto. Mas, até o momento, não está aberto.

O Sétimo Selo § 407
Lembra-se de como eu disse que Ele tinha Sua, tinha a cabeça para trás; e as grandes asas agudas; e como Ele voou direto até mim. Agora, esse é este Sétimo Selo. Ainda é uma coisa notável. E estamos… Não sabemos o que Isto é, até agora, porque não foi permitido ser aberto.

Essas palavras estão sendo usadas para sugerir que o profeta aqui se referia a partes daquele estudo que estava sendo gravado no tabernáculo, e que foram ocultadas do público, e que era diferente do que foi gravado no hotel no dia seguinte e depois divulgado em seu lugar. Só em 1966 que a porção removida veio a público. Então alguns usam isso para dizer que o que tornava o Sétimo Selo ainda um mistério seria apenas essa parte removida e que depois foi inserida novamente ao áudio original em 1966. E como dissemos, sem perceber, eles estão admitindo com isso que Cristo veio em 1966, porque o irmão Branham disse que Sua Vinda só acontece com a abertura do Selo.

Na verdade o Selo foi aberto, mas não foi revelado no sentido de ser cumprido. É a Vinda física do Filho de Deus que revela o mistério, abre e cumpre este Selo. O irmão Branham disse que é quando terminam as Eras da igreja que a intercessão acaba com a Vinda literal de Jesus Cristo. Foi por isso que o irmão Branham disse que o Sétimo Selo não será aberto até a Vinda literal do Filho de Deus.

Sétimo Selo (24/03/1963) § 393
Aqui, agora, nós verificamos que o Sexto Selo foi aberto para nós; nós O vemos. E sabemos que este Sétimo Selo não pode ser aberto para o público até que aquela hora chegue.

A que hora ele se refere? À vinda de Cristo, que momentos antes, no parágrafo 391 deste mesmo sermão, ele dirá que ninguém sabe quando será. Mas a fim de negar tudo o que o irmão Branham está dizendo, a interpretação que estão dando é de que aquilo que não foi revelado ao público seria apenas aquela porção gravada da fita que depois o irmão Branham pediu para remover e que só veio à público em 1966, que como já salientamos, não há nada de misterioso. Com isso, estão sugerindo que quando o profeta ainda estava pregando aquele Selo, já tivesse em mente de fazer isso, ou seja, de ocultar o que ele estava dizendo para não ser revelado ao povo.

Mas veja que tudo isso é só porque eles mudaram por conta própria a projeção do fim das Eras da Igreja do irmão Branham, que era de 1977 para 1963, época em que os Selos foram pregados. Aqui estão mais algumas declarações do irmão Branham nas quais eles se baseiam.

Primeiro Selo (18/03/1963) § 61
Agora note, mas é para ser revelado quando o Cordeiro deixar Seu lugar de intercessão do Pai. Agora, isso é Apocalipse 5. Agora Ele toma o Livro de Selos, o Livro de Selos, ou um Livro selado com Selos, abre-os e mostra-os. Veja. No final da era agora, depois que a intercessão terminou, as eras da igreja terminaram.

Como eles interpretam a abertura desses Selos com as reuniões de 1963, eles concluíram que a Era de Laodicéia e a intercessão acabou depois daquelas reuniões. O que o irmão Branham está falando é que quando Cristo vier, tudo será revelado, no sentido de ser cumprido, com a Sua própria Vinda. Ele não está falando de uma revelação dada a um grupo reunido em uma igreja como foi em 1963, mas revelado ao mundo, quando todas nações virem as profecias se cumprirem.

Temos aqui uma declaração do irmão Branham que é usada por alguns para provar que ele ensinou que Laodicéia já acabou com a revelação dos Selos.

Nenhuma denominação tem direito à interpretação do Livro. Nenhum homem tem direito de interpretá-Lo. É o Cordeiro que O interpreta. E o Cordeiro é Aquele que O fala, (prega e divulga) e o Cordeiro faz a Palavra ser conhecida ao vindicar e trazer a Palavra à Vida. (Refere-se à sua interpretação que é o cumprimento) Está vendo? Exatamente! Note. E não é revelado até… Este Livro não é revelado (Ou seja, as nações não saberão nada sobre ele) até que as Eras da Igreja e as eras denominacionais tenham acabado, (Então eles dizem para você: “Bem, o livro dos Selos já nos foi aberto, então na verdade já acabou as Eras da Igreja. O irmão Branham errou pensando que Laodicéia acabaria em 1977. O profeta apenas entrou em contradição, mas agora vamos corrigi-lo”) “e não há mais demora.” Está vendo? Só é revelado depois que as Eras da Igreja e as eras denominacionais tenham acabado.

Veja que o maior erro que eles cometem é pensar que quando o irmão Branham falava em “livro revelado” ou “aberto”, estaria simplesmente se referindo às reuniões do Tabernáculo Branham, onde ele explica sobre os simbolismos dos Selos. Quando os Selos foram abertos pelo Cordeiro? Quem sabe? Entenda-se que as reuniões de março de 1963 foram a revelação dos Selos dadas ao profeta por Deus, porém a abertura dos mesmos pelo Cordeiro poderia ter sido há muito mais tempo antes disso. O que o irmão Branham está dizendo é que quando terminar a Era de Laodicéia, que é o tempo dos gentios, acaba a intercessão, Cristo desce para assumir a Sua possessão, arrebata a Sua Noiva e tudo se torna cumprido e revelado. O mistério do Sétimo Selo começa a se abrir. Digo “começa” porque ainda haverá mais que ser revelado ou cumprido deste mesmo Selo, porque o irmão Branham disse que entre o Sexto e o Sétimo Selo os 144 mil judeus também já estarão sendo selados e chamados.

Festa das Trombetas (19/07/1964) § 267
Entre o Sexto Selo e o Sétimo Selo, havia um chamado dos cento e quarenta e quatro mil para fora.

Ele está se referindo da parte que foi descrita acerca do Sexto Selo no capítulo 7 de Apocalipse. Nessa ocasião a segunda vinda de Cristo já terá acontecido, pois a Noiva já estará no Céu, assim como a esposa de José estava no palácio enquanto ele ia de encontro aos seus irmãos. Após isso estará faltando somente a Terceira Vinda. Portanto o Sétimo Selo não poderia tratar apenas da vinda de Cristo para a Noiva gentia, mas também para Israel, porque você nunca pode esquecer que Jesus não é um Cordeiro somente para os gentios, mas também para os judeus que serão redimidos. A divisão histórica que o irmão Branham fez dos capítulos do Livro de Apocalipse ajudam você a ver isso.

A Festa das Trombetas (19/07/1964) § 37
Os primeiros três capítulos do Livro de Apocalipse revelam todos os acontecimentos à Igreja. (Nos primeiros três capítulos Deus trata com os gentios) Então, do capítulo 3 até o capítulo 19 de Apocalipse, não mais se vê a Igreja. A Igreja sobe no capítulo 4 de Apocalipse (Essa é a Segunda Vinda para a Noiva gentia. As eras da Igreja acabam aqui, portanto só agora Laodicéia termina definitivamente, mas observe que o Sétimo Selo ainda não está aberto ou cumprido neste capítulo 4) e retorna no capítulo 19 de Apocalipse, a Noiva e o Noivo, juntos, vindo à terra. (Essa é a Terceira Vinda) E então do capítulo 19 até o final do capítulo 22, é tudo sobre o Milênio e sobre o que haverá nos anos que se seguirão a isto. Desde o 4 até o 19, Deus está lidando com Israel.

E lembre-se que o Sétimo Selo está entre esses capítulos, do 4 ao 19, onde Deus trata com Israel. Por que isso? Porque a abertura do Sétimo Selo trata da Vinda de Cristo não somente para a igreja gentílica, que sobe no capítulo 4, mas também para Israel. Foi por isso que o irmão Branham disse que o mundo não verá esse livro aberto ou revelado, até que tudo isso se cumpra entre a Noiva e os 144 mil. E lembre-se que a razão principal do porque o Sétimo Selo não pôde ser revelado foi para que Satanás não pudesse personificá-lo. Até Jesus no capítulo 24 de Mateus teve que omitir o Sétimo Selo; tudo para que Satanás não soubesse, pois quando Jesus estiver tratando com Israel novamente, será a mesma ocasião em que Satanás estará na terra ungindo ao seu anticristo, que tenta a todo custo personificar ou copiar o que Deus faz, mas como não foi revelado, ele não poderá fazer isso naquela ocasião. Satanás não pode saber o que Deus fará, nem com a Noiva e nem durante esse período de tribulação.

Temos aqui outro texto que é mal interpretado onde dizem que após as reuniões sobre os Selos em 1963 Laodicéia teria acabado e a Noiva entrado em uma nova Era.

A Estatura de Um Varão Perfeito (14/10/1962) § 6
Estamos nos aproximando aos Sete Selos. Acabamos de estudar “As Sete Eras da Igreja”, e esta mensagem de ensino ajuda a preparar a todo aquele que é redimido pelo sangue do Senhor Jesus, e que estará naquela Era da Igreja a Era Eterna da Igreja – ao fim dos Selos.

A interpretação que alguns dão a isso é de que quando o último Selo fosse ministrado, o irmão Branham estaria supostamente dizendo aqui que Laodicéia teria que acabar. Porém como já sabemos, o irmão Branham em momento algum disse isso, porque até o seu último dia de ministério ele prosseguiu crendo que só depois de 1977 é que todo o mistério do Sétimo Selo poderia ser aberto com a Vinda de Cristo e o arrebatamento da Noiva. Ele disse que em 1977 acabaria Laodicéia com a Vinda de Cristo, e como ele disse que o Sétimo Selo é a Vinda de Cristo, então isso só seria revelado (cumprido) a partir daquele ano, e não antes. Porém mesmo após o ano de 1977 ter se passado, nós ainda estamos aguardando por todas estas coisas acontecerem.

Aqui está um outro texto que também é usado por alguns para tentar provar que a intercessão acabou quando o último Selo foi pregado no Tabernáculo Branham.

Primeiro Selo (18/03/1963) § 51
Agora, os mistérios do Livro são revelados quando os Selos são abertos.

Parece que aqui ele está se referindo somente à pregação dos Selos, mas vamos continuar a leitura:

E quando os Selos são completamente abertos, o tempo da redenção terminou...

Toda vez que ele fala sobre o “tempo da redenção”, não está mais se referindo ao término da pregação dos mistérios dos Selos, mas do total cumprimento de eventos históricos que tem de suceder à Igreja, Israel e às nações. Os mistérios dos Selos não são apenas os símbolos que foram explicados por meio de revelação conforme registrados no livro de Apocalipse, mas também tem a ver com certos eventos que tem que ocorrer. Quando estes eventos acontecem, então os Selos estão “revelados” e cumpridos. Agora, se o irmão Branham pensasse realmente que depois do seu último culto a redenção haveria de terminar, com certeza ele teve que mudar de opinião ao se deparar com o imprevisto de o último Selo não ter sido totalmente revelado. Ele disse que todo o mistério do Sétimo Selo estava naqueles trovões que ele até conseguiu ver, mas passou tão rápido que ele perdeu e não pôde decifrar. Então o Sétimo Selo continuava ainda sendo um mistério, porque também tem a ver com a terceira etapa que não pode vir à público para que Satanás não personifique, e nem muito menos certos grupos da Mensagem que alegam detê-lo. Por isso que o Sétimo Selo ainda não foi “aberto”, no sentido de não estar ainda totalmente cumprido, pois trata-se da Vinda de Jesus.

Porque o Cordeiro deixou a posição de intercessão...

Claro, porque nesse momento Ele desce para arrebatar a Igreja para depois Se voltar aos judeus. Você não pode esquecer que na teologia de William Branham a intercessão termina junto com a Vinda de Cristo e o Arrebatamento da Igreja e o fim da Era de Laodicéia, que por sua vez não poderia acontecer naqueles dias porque ainda faltavam duas visões para se cumprir. É preciso juntar tudo isso.

Para vir tomar Seus direitos. Ele era um Mediador, nesse meio-tempo. Mas quando a verdadeira revelação ocorre sobre os Selos, à medida que Eles começam a se abrir, o Cordeiro vai saindo do santuário.

Então o Cordeiro só sai do Santuário definitivamente quando tudo estiver aberto ou cumprido.


O Fanatismo Faz Alguém Ir aos Extremos

Essa pergunta que foi feita ao irmão Branham prova mais uma vez a grande confusão em que muitos estavam por não entender o que ele estava fazendo quando pregou sobre os Selos.

Perguntas e Respostas Sobre os Selos (24/03/1963) §§ 349-350
A dispensação da graça terminará, depois que o irmão abrir o Sétimo Selo?
Espero que não. Não. Não. Amigos, não ponham isso na mente agora, vejam. Somente sigam adiante. Colham as batatas, e vão à igreja, e adiante. Se acontecer de manhã, sejam encontrados fazendo exatamente o que é para vocês estarem fazendo. Não – não comecem… Vejam, quando fazem isso, vocês desviam a coisa do – do propósito para o qual está projetada. Vocês formam pensamentozinhos peculiares, e tem suas próprias ideias acerca das coisas. Não tomem sua própria ideia. (Bem, foi o que fizeram com essa Mensagem. Muitos tiveram suas próprias ideias, como Laodicéia ter acabado em 1963 e igualmente a intercessão; que a vinda de Cristo já aconteceu; que o Sétimo Selo foi aberto em 1966, mas tudo fora do propósito original.) Justamente quando vocês se sentarem e ouvirem coisas assim, digam: “Obrigado, Senhor. Vou caminhar um pouco mais perto de Ti.” Está vendo? “Vou caminhar…” Não pare de trabalhar e diga: “Vou vender tudo.”

Os Sete Selos Foram Doutrinas Que as Eras Não Compreenderam

O irmão Branham disse que os Sete Selos revelaram os mistérios e as doutrinas da Bíblia que não eram compreendidas ou até mesmo ignoradas.

Reconhecendo Seu Dia e Sua Mensagem (26/07/1964)
Vejam, a – a Bíblia… Deus não é apenas... Isto não é apenas alguém tentando te forçar algo, mas para revelar a você a verdadeira aplicação espiritual desta hora. E então, a próxima mensagem… Essa abriu os Sete Selos, a qual revelou todos os mistérios escondidos na Bíblia, as doutrinas, e assim por diante, que o mundo tão atrevidamente ataca hoje em dia, ataca-a e diz que é falsa, e isto, e aquilo...

Então veja que para o irmão Branham os Sete Selos não se limitavam somente à revelação dos símbolos descritos em Apocalipse 6, 7 e 8, mas da doutrina apostólica que as demais eras rejeitaram. Os Selos foram a restauração do ensinamento apostólico. Em algumas ocasiões ele lista alguns dos mistérios dos Selos, como a semente da serpente, Divindade, segurança da salvação, casamento e divórcio, etc., tudo isso deveria ser feito por meio de um profeta que Deus usaria para manifestar na terra o mesmo ministério do Filho do Homem. Esse profeta não possuiria uma doutrina definida, mas Deus mesmo aos poucos iria revelar a Sua Doutrina para o Seu mensageiro, o último anjo das Eras da Igreja.

Primeiro Selo (18/03/1963) § 68
Até que chega àquele último anjo. Agora, ele não tem nenhum mistério definido. (Ele não tem uma doutrina ou ensino próprio. E ele não inicia o seu ministério com uma doutrina já totalmente definida. Não. Ao longo de seu ministério, Deus mesmo vai definindo aos poucos Sua Doutrina para o Seu mensageiro. Desde quando? Desde quando ele começar a soar a trombeta do Evangelho, que é quando ele começa a pregar, lá em 1933). Mas ele ajunta tudo que se perdeu naquelas outras eras, todas as Verdades que ainda não foram verdadeiramente reveladas, veja, quando a revelação vem, (Na verdade não é o mensageiro que ajunta realmente, mas Deus mesmo ajunta e depois lhe revela) então ele revela essas coisas em seu dia. Se quer ler, aí está. Apocalipse 10, 1 a…1 até mais ou menos 4, você entenderá. Muito bem. Está vendo? “Toma o Livro e, de Selos, e os abre,” e mostra ao sétimo anjo; porque isto somente, os mistérios de Deus, é o ministério do sétimo anjo. Agora, acabamos de estudar as eras da igreja, até com a história, e provamos isso. Está vendo? É a Mensagem do anjo, da sétima igreja, muito bem, revela todos os mistérios que estiveram no passado, todas as coisas no passado. Apocalipse 10:1-7, que hão de ser. Agora, lembre-se: “Nos dias do sétimo anjo, seu toque, tocando a trombeta do Evangelho, ele há de cumprir todos os mistérios de Deus.”

O Filho do Homem Já Havia Descido Antes de 1963

O irmão Branham veio como o mensageiro da sétima Era da Igreja a fim de revelar Lucas 17:30, que é o ministério do Filho homem, como ele mesmo disse que seria revelado nos últimos dias.

Qual a Atração Sobre a Montanha (25/07/1965) § 408
O que aconteceu sobre o Monte Pôr do Sol? Deus confirmando a Sua Palavra. Isto é o que é todo este barulho. Observem, é Deus cumprindo Sua Palavra prometida outra vez, de Apocalipse 10:1 ao 7, “Mas nos dias da voz do sétimo anjo, quando tocar a sua trombeta, se cumprirá o segredo de Deus”. O mistério escondido de Apocalipse 10:1 ao 7, a última mensagem para a última era da igreja. Cumpre exatamente, nesta era, São Lucas 17:30, “O dia em que o Filho do homem fosse revelado”.

O irmão Branham disse que o seu ministério era para de declarar que Ele está aqui. Porém a manifestação do Filho do Homem não teve início com a revelação dos mistérios dos Selos em 1963, pois a Aparição do Filho do Homem começou muito antes disso. Observe os sermões a seguir que foram pregados todos antes do ano de 1963.

Um Estandarte (06/06/1953) § 21
Isso é o que Jesus disse: “Assim como Moisés levantou a serpente de bronze, assim importa que o Filho do Homem seja levantado para o pecado e doença”. E Ele está aqui esta noite. Ele ainda está levantado. E Ele foi colocado na sepultura, e Deus O ressuscitou. E o Seu Espírito está entre nós esta noite, fazendo sinais e maravilhas. Você crê nisso?

Agora, como o Filho do homem estava fazendo esses sinais e maravilhas lá em 1953? O Filho do Homem na forma do Espírito Santo estava ali ungindo a carne de um profeta para fazer esses sinais e maravilhas. Deus, o Filho do Homem, em carne humana. Então em 1963 quando ocorre a visitação dos anjos ao profeta isso, não era o Filho do homem descendo outra vez, porque Ele já estava aqui.

Mostra-nos o Pai e Isso Nos Bastará (11/06/1953) § 89
E aqui está Ele... aqui nesta árvore esta noite. Aqui está Ele na grama e nas flores. Ele está em Seu povo. Ele está em Sua Palavra. Vem aqui na forma de um Anjo e Se move sobre a audiência, provando a Si mesmo que Ele é o Filho do homem que ressuscitou dentre os mortos, fazendo as mesmas coisas que Ele fez nos dias passados, e os homens sentados aqui envergonhados de tomar o Seu caminho.

O Chamado Para Fora (09/01/1958) § 33
Oh, não vai ser maravilhoso naquele dia? Você não está feliz hoje de estar vivendo para ver o Filho do homem revelando-Se à Sua Igreja? “No dia em que o Filho do homem for revelado...” (Agora, será que isso está no futuro? Quando este Filho do Homem Se revelará? Em 1963?) O que Ele faz? Se revela em misericórdia primeiro. Então, da próxima vez, Ele Se revela no juízo para condenar aqueles que rejeitam a misericórdia. Agora é a hora. O que Ele está a Se revelar? Em misericórdia, salvando a sua alma, dando-lhe de Sua Vida, dando-lhe a alegria ao invés de tristeza, fé em lugar do medo, a cura em lugar da doença, Se revelando a você em Sua misericórdia, da mesma maneira que Ele fez lá no passado. E se Ele está fazendo isso agora, quão distante está o arrebatamento e o juízo? Quantos entendem o que eu estou falando? A escritura, a revelação do Senhor Jesus.

O Chamado Para Fora (09/01/1958) § 24
Jesus disse: “Quando o Filho do homem Se revela desde o céu”. Deixe-me terminar dizendo o seguinte: que o Filho do homem está sendo revelado do céu. “Será que isso vai vir depois de algum tempo, irmão Branham?” É agora. E eu espero que eu não tenha que tornar isso tão pessoal desta própria reunião, mas que o seu espírito dentro de você que é dado a você por Deus, possa ler o que eu estou falando. O Filho do Homem já tem vindo desde a glória e está Se revelando nos últimos anos à Sua Igreja em misericórdia, mostrando-lhes a Sua grande Presença, fazendo as mesmas coisas que Ele fez quando Ele esteve aqui na terra, revelando-Se como Ele fez a Abraão. Antes da destruição (Ou seja, antes da grande tribulação) Ele veio agora em misericórdia, revelando-Se à Igreja. Ele está sendo escarnecido e zombado. Da próxima vez que Ele Se revela, Ele estará no juízo sobre o mundo e as nações que se esqueceram de Deus e pecaram no seu caminho da graça – seu dia de graça, melhor, para longe. Porque eles se esqueceram de Deus. E eles estão fazendo a mesma coisa que eles fizeram ao Anjo do Senhor lá no passado, zombando e escarnecendo Dele. Mas Ele está aqui agora em misericórdia.

Então isso mostra que o Filho do Homem não começou a ser revelado em 1963. A interpretação que alguns fazem é de que a manifestação do ministério do Filho do Homem de Lucas 17:30 se cumpriu quando a nuvem de Tucson foi fotografada e os Sete Anjos visitaram o irmão Branham. Porém não havia necessidade do Filho do Homem descer em 1963 se Ele já estava aqui em Seu profeta e em meio à igreja. O Filho do Homem é Cristo, que antes de vir fisicamente haveria de Se manifestar espiritualmente sobre a terra na carne de um profeta. O irmão Branham disse que antes que o Senhor viesse, Ele deveria primeiro aparecer. Portanto o que ocorreu em 1963 não foi a vinda do Senhor, mas apenas a Sua Aparição, como Ele já estava aparecendo antes, pois este mesmo Filho do Homem já estava aqui desde o início vindicando o Seu profeta para por uma Igreja em ordem.

Crede Que Sou Capaz de Fazer Isto? (20/08/1950) § 52
Agora, a Presença do Senhor Jesus Cristo está aqui, amigos, para curar, para tornar são todas as pessoas que estão aqui para serem curadas.


O Anjo do Senhor (14/04/1951) § 14
Agora, esse mesmo Espírito... Não porque que eu estou aqui. Ora, eu não tenho nada a ver com isso mais do que ninguém aí fora. É porque que Ele está aqui. Cristo está aqui, o Espírito Santo, o Anjo de Deus.

Sob a Tua Palavra (06/05/1951) § 50
A Presença do Senhor Jesus Cristo está aqui. Eu sei que Ele está aqui. Os meus próprios lábios estão tão espessos e me sinto tão ungido. Há Algo aqui.

Observe, o Anjo que trouxe o fogo, era Aquele que realizou esse milagre. E todos nós sabemos que o mundo será destruído na próxima vez pelo fogo. E o Anjo que foi enviado para Sodoma e Gomorra... Olha o que Jesus disse. Oh, isso simplesmente emociona a minha alma ao chegar a isso. “Como foi nos dias de Noé, assim será também na vinda (Parousia) do Filho do homem”. O que aquele Anjo fez? Ele tinha o Espírito de discernimento, e Ele disse: “Como foi então, assim será quando o Filho do homem estiver sendo revelado do céu”. Vê? Apenas pense, que em nosso meio agora, levanta-se esse mesmo Anjo de Deus, que não é outro senão o Senhor Jesus Cristo na forma do Espírito Santo. Ele está em nosso meio. E naquele dia... E Ele era Deus, e essa era a Sua Mensagem, pouco antes que a destruição viesse.

Partirá a Igreja Antes da Tribulação? (09/03/1958) § 70-73
Lembre-se, “Assim será na vinda do Filho do homem, quando o Filho do homem estiver sendo revelado do céu”. Agora, lembre-se, antes da chuva cair, Noé estava na arca. Antes do fogo cair, Ló estava fora de Sodoma, pois o Anjo disse: “Eu não posso fazer nada até você vir para cá. Tenho que tomar a alavanca em minha mão e puxar e fazer as chamas caírem do céu”. E eu penso exatamente desta forma: o Anjo de destruição está sustentando a mão da Rússia, com bombas atômicas, até a igreja se unir como um grande Corpo de Cristo. “E Eu não posso fazer nada até você vir para cá”. Oh, se isto não é uma garantia abençoada. E se nós vemos tudo posto em ordem, a ida ao lar da igreja está em ordem. Aqui está o Anjo de Deus com a mesma mensagem, realizando os mesmos sinais, as mesmas maravilhas; tudo está posto em ordem. Tabernáculo Branham, há vinte e cinco anos atrás, (em 1933) aproximadamente, eu falei sobre este mesmo púlpito e contei as coisas que são – estariam acontecendo em um destes dias. Aqui está. Estamos no tempo do fim; a junção está aqui. O tempo de volta ao lar da igreja está perto.

O Filho do homem começou a aparecer publicamente na forma de uma Coluna de Fogo em 1933 para vindicar o Seu profeta e manifestar-Se com poder em meio à Igreja e com muitos sinais. Todos aqueles sinais eram avisos para a Igreja de que Cristo estava perto de vir fisicamente para arrebatá-La. Então veja que antes da revelação dos Selos, o Filho do Homem, Cristo, já estava aqui. O que ocorreu em 1963 foi um sinal de Sua Presença e também de que Sua Vinda está próxima.

Desde Então (31/03/1960) § 52
Jesus disse: “Como foi nos dias de Sodoma, assim será na vinda do Filho do Homem”. Isso está certo? Bem, então, isso O torna aqui.

Ou seja, esse Filho do Homem já estava aqui em 1960. Então não há como alguém tentar defender que Cristo veio em 1963, se o irmão Branham disse que Ele já estava em carne humana por meio de um profeta. Portanto o Filho do Homem, Cristo, o Anjo do Senhor, a Coluna de Fogo, não precisou subir de volta até os céus para abrir os Selos e depois retornar novamente em 1963 para revelar ao Seu profeta, porque o Cordeiro já havia feito tudo isso no tempo de Deus; Aquele mesmo Filho do homem, que é Deus, Cristo, andando na terra outra vez em carne humana, estava apenas aguardando a ocasião propícia para revelar tudo isso ao Seu profeta, que foi quando ele segurou a espada do Rei, que era o início da sua terceira puxada.

A Brecha (17/03/1963) § 301
Mas a primeira coisa que representou essa redenção veio o Cordeiro que tinha sido morto desde a fundação do mundo. E Ele tomou o livro, (glória!) abriu o livro, e abriu os selos; e o enviou à terra, ao Seu sétimo anjo, para revelá-lo ao Seu povo!

A interpretação comumente dada por alguns é de que o irmão Branham havia pregado os Selos porque o Cordeiro havia acabado de abri-los no céu. Porém o Espírito Daquele que lhe revelou os Selos já estava aqui na terra desde o início de seu ministério, vindicando-lhe com sinais e com uma mensagem apostólica, aguardando o momento certo para revelá-lo, porque no tempo de Deus o Cordeiro já havia aberto os Selos muito antes.

O Trono do Nosso Coração

O irmão Branham disse que Cristo habita em nossos corações. Porém não há nenhum subsídio na Mensagem para amparar a ideia que alguns estão defendendo, de que Cristo deixou o Seu trono nos céus em 1963 para habitar no trono dos corações dos filhos de Deus, porque na verdade Ele não precisou descer de lá naquele ano para fazer uma coisa que Ele já estava fazendo, pois Cristo já estava aqui habitando nos corações dos filhos muito antes de 1963.

A Unidade de Deus em Uma Única Igreja (21/12/1958) §§ 73,99
Mas quando ele vem a ser uma nova criatura, e o velho homem tem passado, e o novo homem, Cristo, toma o Seu trono no coração humano, então a vida se torna diferente, então ele começa em um caminho novo. (...) Porém, a obra do Espírito Santo, o Reino de Deus em você! E Deus se assenta no trono do seu coração, em Sua sala de controle, controlando suas emoções, e controlando seus poderes, controlando suas concepções, e te fazendo um com Ele, em companheirismo e em amor.

Veja que não foi depois de Cristo ter supostamente deixado o Seu trono celestial que Ele passou a habitar no trono do coração do eleito, pois Ele já estava aqui fazendo isso muito antes. Na verdade o Filho está no trono dos céus agora com Seu corpo físico; e este Seu Corpo jamais se converterá em gases cósmicos como querem alguns.

Imagens de Cristo (25/05/1959) § 101
Oh, Senhor Deus, Criador dos Céus e da Terra. Aquele que trouxe o Senhor Jesus dos mortos, trouxe-O pelo Espírito vivificador do Deus eterno, trouxe aquele corpo no Qual Tu habitaste e o elevou até o trono do Céu... (...) aquele Espírito vivificador que honrou aquele Servo verdadeiro que Se fez servo, o Qual podemos tomar como exemplo a ser seguido, ressuscitou-O das profundezas do inferno, trouxe-O até a sepultura, e tirou aquele corpo, e colocou-O no Céus dos Céus...

Jesus está agora nesse Corpo fazendo intercessões, enquanto o Espírito de Seu Pai está aqui conosco para criar um vínculo entre o trono do nosso coração com o trono celestial. Ao termos Deus, o Espírito Santo em nossos corações, temos na verdade o próprio Filho habitando conosco também. Ele esteve e sempre estará habitando no coração do eleito. Porém Ele ainda tem o Seu trono nos céus onde Ele intercede por nós.

Os Resultados da Decisão (8/10/1955) § 28
Salomão, tinha feito uma oração da fé sob um templo terreno, quanto mais você, sob a sua condição olharia além para o Trono Celestial, onde Jesus está assentado à mão direita de Deus, com Seu próprio Sangue fazendo intercessões sobre as suas confissões e te convidando a vir.

Portanto o irmão Branham nos ensina que há um trono nos céus onde o Filho agora está assentado, mas ao mesmo tempo Ele também está em nossos corações a fim de ser formado em nós.

Cura Divina (19/12/1954) § 166 – sem tradução
O Cristo em seu coração deveria estar crescendo diariamente, ficando maior, mais poderoso, entendendo melhor as coisas, perdoando, andando como Deus andaria, até que Cristo seja formado em vós, a esperança da glória.

Então veja que se Jesus não precisou ter que abandonar um trono celestial em 1955 para estar no trono do coração dos eleitos, Ele não precisaria ter que mudar isso depois de 1963 só porque Ele revelou os Selos ao Seu profeta, porque Ele continua sendo o mesmo ontem, hoje e eternamente. Portanto, dizer que Cristo precisou sair do trono do céu para fazer do coração do homem o Seu novo trono é uma falácia.

Os que defendem que Cristo deixou o trono em 1963 afirmam em seus artigos e prédicas: “Se o trono de misericórdia está no coração do homem e Jesus está sentado nesse trono, para que serve um outro trono no céu? E se houvesse um trono no céu quem estará sentado nele?”. Eles se esquecem que o irmão Branham ensinava que depois que o Cordeiro abriu o livro dos Selos voltou a sentar-Se no Seu trono.

Almas em Prisão Agora (10/11/1963) § 149
E João olhou para ver um Leão, e o que ele encontrou? – um Cordeiro, e era um Cordeiro sangrento. Um Cordeiro que tinha sido morto. Quanto tempo? – desde a fundação do mundo. O Cordeiro saiu, foi até Aquele que tinha o Livro em Sua mão direita, e recebeu o Livro. Subiu no trono e Se sentou. Encerrado. Tinha acabado. Quando? – quando os selos foram abertos.

Quem Dizeis Ser Este? (27/12/1964) § 34
João, olhando para ver um leão, ele viu o Cordeiro que tinha sido morto, um Cordeiro ensangüentado saiu e tomou o Livro, subiu num Trono e Se sentou.

Foi Deus Quem depois desceu até a terra, enquanto Seu Filho está no trono celestial fazendo intercessões pela Noiva, como sempre fez. O Cordeiro só sai do trono ou do santuário para pôr fim à intercessão e buscar a Sua Noiva quando todos os Selos estiverem cumpridos.



http://doutrinadamensagem.com/site/palestras-doutrinarias-por-diogenes-dornelles/

Nenhum comentário:

Postar um comentário